Ex-técnico do Corinthians sai em defesa do trabalho de Abel no Flamengo: “Ganhou a Flórida Cup”

FOTO: DANIEL AUGUSTO / CORINTHIANS

O Flamengo venceu tudo que pôde no comando de Jorge Jesus, com exceção da Copa do Brasil e do Mundial de Clubes. O treinador português, atualmente no Benfica, assumiu após Abel Braga ter pedido demissão do Rubro-Negro. Porém, tem quem defenda, mesmo com inúmeras críticas na época, o trabalho de Abel na equipe carioca.

Em entrevista à ESPN, Tiago Nunes ponderou sobre a importância de Abel Braga, para que Jorge Jesus tivesse sucesso no comando do Flamengo. Na visão do treinador, acontecera com o português o mesmo que ocorreu com o próprio Tiago no Athletico-PR.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O Flamengo que chega e chama atenção e foi maravilhoso e jogou muita bola, no início do ano, ele ganhou a Flórida Cup e o Campeonato Carioca . E aí chega o Jorge Jesus e ganha tudo também. ‘Ah, mas esse time não jogava bem com o Abel (Braga)’. Mas foi campeão e deixou uma base de trabalho para o Jorge Jesus. Quando eu falo base de trabalho foi testar muita gente, e isso facilita o trabalho de quem chega depois. ‘Esse cara já jogou 20 partidas, não foi bem’, então eu já sei se ele tem comportamento para jogar. Emocionalmente, talvez esse cara não consiga. Então, mesmo se o trabalho tático é diferente, ele já estabelece uma base para quem chega depois -, disse, antes de prosseguir:

‘Por que o Tiago Nunes teve sucesso no Athletico?’. Porque eu entro num processo que já vinha acontecendo há algum tempo. Eu não entro no lugar do Fernando Diniz. Eu entro no lugar do Diniz, do Fabiano Soares, do Eduardo Baptista, do Paulo Autuori, de vários caras que vieram, construíram ideias e já tinham selecionado quem serve quem não serve. E quando você chega num clube de alto potencial técnico, a chance de ganhar aumenta muito. Qual time tem três jogadores de seleção? Aquele Athletico tinha Renan Lodi, Bruno Guimaraes e Santos -, encerrou.

Jorge Jesus ganhou mais taças do que perdera partidas no comando do Flamengo. Em 2019, ele conquistou dois títulos: Campeonato Brasileiro e Libertadores da América. Já na atual temporada, o português levantou três troféus: Campeonato Carioca, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana. O técnico esteve à frente em 58 jogos, com 44 vitórias, dez empates e apenas quatro derrotas, tendo aproveitamento de 81,6%.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *