Pedro, Thiago Maia, Diego Alves e retorno de jovens emprestados: como o Flamengo inicia 2021

FOTO: DIVULGAÇÃO

Por: Guilherme Calvano

Após ser eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o Flamengo passou a planejar a temporada 2021. O vice-presidente de futebol, Marcos Braz, junto com o diretor executivo, Bruno Spindel, trabalharam bastante nas últimas semanas em tal planejamento, focando sobretudo na reestruturação do elenco rubro-negro.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Depois de resolverem a situação de Pedro, comprado junto à Fiorentina, da Itália, por 14 milhões de euros, a dupla conseguiu solucionar o imbróglio com Diego Alves e garantir a permanência do goleiro por mais uma temporada.

O contrato do camisa 1 terminaria no dia 31 de dezembro, e as partes não chegavam a um denominador comum. Até que, na última quinta-feira (17), em reunião no Rio de Janeiro, Flamengo e Diego Alves cederam nas tratativas e acertaram a extensão de contrato. Vale destacar que a demonstração de carinho e respeito do elenco, somada a confiança de Rogério Ceni no arqueiro, e o movimento de torcedores rubro-negros nas redes sociais por sua permanência, foram determinantes para o fico do paredão.

Com Pedro e Diego Alves garantidos para 2021, o Mais Querido se aproximou de mais um final feliz nos últimos dias. Isso porque, o clube encaminhou a renovação de empréstimo de Thiago Maia, que ficará no Fla até dezembro do ano que vem. A notícia foi dada primeiramente pelo “ge” e confirmada pela reportagem do Coluna do Fla. O Lille, da França, concordou em pagar os salários do volante enquanto ele estiver se recuperando de lesão séria no joelho esquerdo, desde que o Rubro-Negro mantenha as condições de prioridade de compra ao término do empréstimo.

Desse modo, em dezembro de 2021, o Flamengo terá de tomar a decisão pela compra em definitivo ou não de Thiago Maia. Caso opte pelo negócio, o Mais Querido deverá desembolsar 7 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões) por 50% dos direitos do camisa 33.

Emprestados que serão aproveitados
Diferente de 2020, o Flamengo não pretende investir alto em contratações para 2021, pelo menos nos primeiros meses. Sendo assim, a pedido de Rogério Ceni, o Rubro-Negro busca aproveitar o retorno de alguns jovens atletas emprestados, a fim de rejuvenescer e encorpar o elenco.

Como citado, por desejo de Ceni, Hugo Moura é um dos atletas que retornarão de empréstimo. O volante, que está no Coritiba até o fim do Campeonato Brasileiro, volta ao Fla no término do vínculo com o Alviverde.

Por certo, o mesmo acontecerá com Yuri César, que trabalhou com Ceni no Fortaleza. O meia-atacante de 20 anos também só retorna após o fim do Brasileirão, e certamente será reintegrado ao elenco profissional do Flamengo. Lembrando que tanto ele quanto Hugo Moura são Garotos do Ninho, formados nas categorias de base do clube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *