Ceni faz crítica à arbitragem e destaca não expulsão de defensor do Vasco: “Estranho”

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

A 34ª rodada do Campeonato Brasileiro contou com o clássico entre Flamengo e Vasco. Dominante na maior parte do jogo, o Fla venceu por 2 a 0, com gols marcados por Gabigol e Bruno Henrique. Apesar da boa atuação, com direito a aproximação ao líder do Brasileirão, o técnico Rogério Ceni destacou um ponto negativo na partida: o confuso critério da arbitragem.

Em entrevista coletiva concedida logo após o triunfo, o treinador rubro-negro chegou a elogiar o juiz Raphael Klaus, principal responsável pela condução do Clássico dos Milhões. Apesar disso, Ceni chamou atenção para o fato de Diego ter recebido cartão amarelo por conta de disputa aérea, enquanto Léo Matos, zagueiro do Vasco, não foi advertido no pênalti cometido em uma clara oportunidade de gol – o defensor, inclusive, já tinha um cartão, logo, o segundo causaria sua expulsão.

– A arbitragem do Klaus é muito boa, mas o caso do Diego, que tomou o terceiro (cartão amarelo), é curioso para mim. Foi uma bola dividida, ele salta, bate cabeça com cabeça, e recebe o cartão. Depois teve um pênalti a nosso favor, um jogador que evitou uma chance clara de gol, e não há um segundo amarelo. Não tenho conhecimento profundo da regra, mas achei estranho.

 


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Vale destacar que, em decorrência do cartão amarelo, Diego desfalcará o Flamengo no próximo jogo, que está marcado para as 20h30 do domingo, no estádio Nabi Abi Chedid. O duelo em questão será contra o Red Bull Bragantino, equipe que vive boa fase e sonha com vaga na pré-Libertadores, tendo agora 47 pontos e ocupando a nona posição. Enquanto isso, o Fla é vice-líder, com 64 pontos somados e na cola do Internacional, que tem 66.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *