Organizadas do Fla se posicionam contra mudança de nome do Maracanã

FOTO: CELSO PUPO

Na última terça-feira (09), em regime de urgência, deputados da ALERJ (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro) aprovaram projeto de lei que visa mudar o nome do Maracanã. Com intuito de homenagear Pelé, seria feita a troca de “Jornalista Mário Filho”para “Edson Arantes do nascimento”. Indignados com a situação, organizadas do Flamengo se manifestaram contra a determinação.

VEJA OS POSICIONAMENTOS 
Raça Rubro-Negra
“Mário Filho, por muitos considerado o maior jornalista esportivo do Brasil, amante do Maracanã, tem seu nome intimamente ligado ao estádio. Mário e Maracanã são figuras inseparáveis, que acumulam, juntos, grande parte dos momentos memoráveis do futebol brasileiro”, diz parte da nota divulgada pela Raça Rubro-Negra (RRN), maior organizada do Fla.

Torcida Jovem do Flamengo
“É inadmissível colocar o nome do nosso templo maior de Pelé, já não basta terem acabado com o estádio do povo transformando ele em arena pra gringo aplaudir? O Maraca é nossa casa, o maior artilheiro é rubro negro e se existe algum rei no Rio de Janeiro o nome dele é Arthur Antunes Coimbra, o Zico”, escreveu a Torcida Jovem do Flamengo (TJF).

Urubuzada
“ESTÁDIO MÁRIO FILHO.
ou
MARACANÃ
ou
A CASA DO FLAMENGO
O resto é piada.”


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Vale destacar que, apesar da mudança de nome no estádio, Jornalista Mário Filho continuará batizando complexo do Maracanã, que inclui o estádio de atletismo Célio de Barros, o parque aquático Júlio Delamare e o ginásio do Maracanãzinho.

Como citado, a aprovação foi feita em caráter de urgência pela ALERJ. Por isso, cabe agora ao governador em exercício, Cláudio Castro, sancionar ou não a medida. A proposta de lei foi apresentada pelo deputado e presidente da Assembleia André Ceciliano, do PT.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *