Ceni revela possibilidade de ter Diego à disposição contra Defensa y Justicia nas oitavas da Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo saiu derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 1 no último domingo, em jogo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do próximo compromisso da equipe ser novamente pelo torneio nacional, contra a Chapecoense, o treinador Rogério Ceni fica de olho aberto para o que vem pela frente nas oitavas de final da Copa Libertadores da América.

Prestes a iniciar a próxima fase da Liberta contra o Defensa y Justicia, Ceni se vê sem muitas opções no meio-campo para o jogo de ida contra os argentinos, marcado para a próxima quarta-feira (14). Sem Gerson, vendido ao Olympique de Marselha, da França e sem contar com Willian Arão, suspenso na primeira partida do torneio continental, o treinador revelou a possibilidade de contar com o retorno de Diego Ribas – se recuperando de lesão.

“O Diego que está em uma recuperação, em uma evolução boa e, quem sabe, possa ocupar essa posição. Vamos encontrar um atleta para um jogo tão importante como é o da Libertadores”, revelou Ceni em coletiva de imprensa concedida logo após a derrota para o Atlético-MG.

Diego Ribas foi substituído no decorrer do segundo tempo da vitória sobre o Cuiabá depois de se lesionar em uma disputa de bola no meio de campo, quando prendeu o pé no gramado da Arena Pantanal e girou o corpo. Na última sexta-feira (02), o meia teve duas lesões identificadas: entorses no tornozelo e no joelho esquerdos.


Saiba como lucrar com apostas esportivas!


De acordo com Márcio Tannure, chefe do departamento de Saúde e Alto Rendimento do Flamengo, o volante teve uma entorse com estiramento dos ligamentos do tornozelo e um edema ósseo, e também estiramento do ligamento colateral medial e da cápsula posterolateral do joelho esquerdo, além de um edema ósseo.

Sendo assim, devido à gravidade das lesões somado ao fato de Diego ter 36 anos, o departamento médico rubro-negro que dará ou não o aval para o retorno do meio-campista contra o Defensa y Justicia já na próxima quarta-feira (14). A ideia é que o atleta só retorne quando não houver risco de agravar ainda mais sua situação.

Sem Diego, portanto, o Flamengo primeiro foca no confronto contra a Chapecoense, neste domingo (11), em partida válida pela 11ª rodada do Brasileirão. O duelo acontecerá a partir das 18h15 (horário de Brasília), no Maracanã. Somente depois que passar pela equipe catarinense é que o Mais Querido vira a chave e fica na Libertadores.

Na próxima quarta-feira (14), a equipe comandada por Rogério Ceni enfrentará o Defensa y Justicia, no jogo de ida das oitavas de final da  Libertadores da América. O embate acontecerá no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Buenos Aires, na Argentina, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • FORA CENI.
    Que a Diretoria não venha depois se queixar que as contas não fecharam, pois estão dando murro em ponto de faca. FORA BRAZ. FORA LANDIM. Cadê o dinheiro do Gerson? Perdemos o coringa e não temos técnico, nem reforços.