Com Diego Ribas titular, Flamengo divulga escalação para jogo contra o Bahia

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Neste domingo (18), a partir das 18h15 (horário de Brasília), o Flamengo visita o Bahia, no Estádio de Pituaçu, em jogo válido 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a partida em Salvador, o Rubro-Negro já divulgou a escalação.

O técnico Renato Gaúcho manda a campo a seguinte equipe: Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Diego Ribas e Arrascaeta; Everton Ribeiro, Michael e Gabigol.


Os desfalques do Mais Querido para o duelo contra os baianos são: César, Rodrigo Caio e Bruno Henrique (em processo de recuperação de lesão). Piris da Motta (dores no tendão de Aquiles do tornozelo direito) e Thiago Maia (poupado). Em contrapartida, Renato conta com os retornos de Diego Ribas e Willian Arão.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O jogão entre Bahia e Flamengo será exibido pelo Premiere FC. No entanto, a transmissão mais pé quente e rubro-negra da internet fica por conta do Coluna do Fla, no YouTube. Rafa Penido narra a partida, acompanhado do comentarista Tulio Rodrigues e da repórter Letícia Marques.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Esse Renato foi ótimo jogador mas n sabe nada de tática, treino, a única coisa que entende é de motivação, devia se psicólogo. Só funcionou como técnico no Grêmio, onde foi o maior ídolo, time RETRANQUEIRO, copeiro, no Flamengo n vai dar certo, esse clube tem que ser sempre o ator principal em TDS os campeonatos, nunca coadjuvante.

  • O Diego Ribas é profissional, é serio, veste a camisa. Duro é aguentar esse Gabriel Barbosa perder gols todo jogo e continuar intocável. Essa é a razão de ninguém se interessar em contratá-lo. Sou muito mais o Pedro ou o Muniz. São mais profissionais, mais inteligentes e mais eficazes.

  • Renato Gayúcho optou por jogar com menos 1. Diego bisonho não conta. É um zero à esquerda. Não produz, não dá um passe que preste; não chuta. Não nada.
    Vai complementar os “cracões” dos passes sempre para trás.

  • A volta da enceradeira do Diego Ribas com Renato Gaúcho. Arri égua!