Dirigente do Flamengo comemora punição ao Olimpia e manda recado a torcedores rivais: “Fique de exemplo”

FOTO: REPRODUÇÃO

Nesta semana, a Conmebol divulgou a punição ao Olimpia (Paraguai) por ofensas racistas de torcedores direcionados a jogadores do Flamengo. O episódio aconteceu na primeira partida das quartas de final da Libertadores. Após a decisão da entidade, o vice-presidente geral e jurídico do Rubro-Negro, Rodrigo Dunshee, celebrou a vitória no tribunal.

Através do Twitter, o dirigente do Mais Querido publicou a matéria que informava a decisão da Conmebol e desabafou ao escrever: “Acolhido o nosso pedido! Racismo não! Fique de exemplo!”. Cabe destacar que a entidade multou o Olimpia em 30 mil dólares, cerca de R$ 157 mil na cotação atual. Além disso, a equipe teve outra multa de 20 mil dólares, cerca de R$ 105 mil, devido à outras infrações ocorridas no jogo, como fogos de artifício, comportamento de jogadores e membros do clube.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


RELEMBRE O CASO

No duelo disputado em Assunção, o atacante Gabigol e o goleiro Gabriel Batista foram alvos da torcida do Olimpia, que proferiu xingamentos racistas aos atletas rubro-negros. Ao fim da partida, o Flamengo enviou imagens do público adversário chamando os jogadores de ‘macaco’ e, com isso, entrou com uma representação de denúncia grave. A decisão da entidade demorou mais de um mês para acontecer e foi publicada no último dia 10.

O Flamengo, no entanto, mira em outra competição, ao menos momentaneamente. O Rubro-Negro foca as atenções no segundo e decisivo confronto das quartas de final da Copa do Brasil. O Mais Querido encara o Grêmio, às 21h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (15), no Maracanã. Vale lembrar que o primeiro embate entre os times, em Porto Alegre, terminou 4 a 0 para o Mengão.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • 30.000 dólares é um pixuleco. Isso o presidente do Olímpia tem na carteira como “trocado”, haja visto que esses dirigentes gostam de forma anormal e antinatural de dinheiro, e vivem envolvidos em mutretas. Aumenta pra 2 milhões de dólares, e o clube põe até seguranças no meio da torcida, pra evitar essas atitudes.
    Quanto ao preconceito racial (racismo é outra coisa), só se resolve prendendo as pessoas que manifestam esse preconceito. O JUNGLEDUARTE tem toda a razão. Amanhã o cara faz de novo e dá risada vendo o clube se ferrar. Caga e anda. Enquanto não for processado e trancafiado, não vai deixar de fazer e nunca irá aprender.

    E D. Conmebol, que coisa feia, hein? Demorar um mês pra isso? Ah se isso tivesse partido de uma torcida de clube brasileiro, contra algum atleta de um time cucaracha desses….seria um rito sumaríssimo, não? No mesmo dia vcs iriam aplicar essa multa, e seria muito maior do que 30.000 dólares, né? Todo mundo já sabe, seus canalhas! Não enganam mais ninguém! Debaixo dos ternos bem cortados, vestem descaradamente as camisas do River Plate, do Boca Juniors, do Olímpia, do Nacional do Uruguai, do Colo-Colo, etc….

  • Não acho que isso resolva nada, apenas tira dinheiro do clube para a Conmebol, tem que punir o indivíduo que faz essa idiotice, pune o clube mas o cara ainda dá risada, a menos que o clube o identifique e o prenda