Zico contesta perseguição a atleta do Flamengo e dispara : “Já perdemos jogador por isso”

FOTO: GILVAN DE SOUZA / FLAMENGO

O Flamengo anunciou Maurício Isla como reforço em agosto de 2020, após Rafinha pedir para sair, pois havia acertado com o Olympiacos, da Grécia. A partir disso, o chileno viveu às sombras do agora lateral direito do Grêmio e não consegue cair nas graças da torcida. O atual dono da camisa 44 não vive um bom momento com parte dos flamenguistas, e Zico comentou sobre o assunto.

 

 

Desde que chegou ao Brasil, Isla se separou da esposa, vive longe das filhas e recebe críticas frequentes da torcida do Fla. Por isso, há o debate sobre como está o psicológico do jogador chileno, que atuou por 12 temporadas no futebol europeu. No programa SportsCenter, da ESPN, Zico pediu para o lateral direito usar a experiência para reverter as críticas em motivação e alertou para atletas de qualidade que saíram do Fla por conta da ‘perseguição‘ dos flamenguistas.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Sempre tem isso. O Flamengo tem os dois lados. Com as redes sociais, essas coisas aumentam. Muita gente fala. Eu acho que não pode se deixar por isso, não pode entrar nessa onda. O importante é saber porque essas críticas e porque não está funcionando o rendimento dentro de campo. O negócio é levar para o lado profissional -, disse Zico. Ele ainda concluiu:

Quando você está no Flamengo se espera uma coisa e hoje as cobranças são ainda maiores. O time vem de muitas conquistas e o torcedor cobra ainda mais. Ele precisa ter tranquilidade, ele é experiente. Tem que tentar tirar cada vez mais o melhor dele, para ele ter tranquilidade para jogar. Flamengo já perdeu jogadores por conta disso. Teve época que jogadores não podiam pegar na bola que a torcida pegava no pé. Teve o Djalminha. A torcida é muito exigente.

Embora parte da torcida critique, Maurício Isla conta com a confiança de Renato Gaúcho. Não à toa, o lateral tem sido titular absoluto sob o comando do treinador. O atleta, inclusive, está cotado para iniciar o confronto com o Barcelona de Guayaquil (EQU), às 21h30 (horário de Brasília) de quarta-feira (22). Este embate é válido pela primeira partida da semifinal da Libertadores da América e será disputado no Maracanã.

Veja também

  • Onde está escrito “A torcida é muito exigente.” favor substituir para “Uma parcela de torcedores é muito babaca.”…

  • Zico falou mais como jogador, esqueceu o torcedor. A torcida quer sempre o melhor, tem o direito de participar, desde q de forma pacífica. Há casos e há casos, uma coisa gera outras coisas… Mas, sempre preservando o lado humano das pessoas. Eu acredito q deve ter tido reações exageradas nesse caso, sendi geralmente esse pessoal mais “animal” costumam se adestrados o própria midia q gosta de ver o circo pegar fogo, pois é mais interessante p ele$$$.

  • Pelé Zico e Romário entre outros, foram 10, mas dentro campo.

  • Se todos seguissem o que Zico fazia em campo, nao digo em termos de técnica, porque ele foi um gênio, mas sim em termos de dedicação, raça e motivação, não haveria isso.

    Agora o Isla, se jogou duas ou três boas partidas foi só. Todo jogo o adversário joga em cima dele, porque sabe que ele vacila, deixa brecha, não marca bem, e agora raramente vai à linha de fundo. Foram INÚMEROS gols sofridos por falha dele. O cara é experiente, mas erra ingenuamente.

    A torcida tem voz e merece ser respeitada. E se o cara tá mal, pelo menos tem que mostrar dedicação, além do talento. Veja o caso de Vitinho e Michael. Michael se esforça, corre, é voluntarioso, ajuda na marcação. Já o Vitinho, quando perde a bola, reclama e para. Outro é o Renê, que se esforça, mas não tem talento e erra muito passe. Com esses laterais, Isla e Renê, o Flamengo ficou sem ação pelas alas contra o Grêmio!

    Depois, é preferível barrar agora do que deixar chegar em jogo decisivo e o cara errar e comprometer. Perdemos muito com Pará e Márcio Caramujo entregando a paçoca, e os treinadores insistindo com aquelas malas, contrariando a voz da torcida.

  • Xingar jogador em conta pessoal dele nas redes sociais é uma insanidade, mas é o que se chama de “novo normal” no mundo tecnológico, sem barreiras, em que vivemos. Por outro lado, é direito do torcedor criticar o atleta que ele considera que está mal, desde que suas críticas não se estendam a pessoa em si, mas ao seu desempenho em campo. Cabe ao profissional provar em campo que os torcedores que o contestam estão errados. O próprio Zico, em 1986, foi duramente criticado por ter perdido aquele pênalti contra a França nas quartas-de-final da Copa do Mundo, mas ele reagiu bem às críticas e seguiu sua carreira vitoriosa. Nenhuma figura pública está imune a críticas, principalmente se ela está se expondo nas redes sociais. Quem quer ser famoso e acredita que passará ileso por tudo o que faz em sua atividade desconhece o mundo em que vive. Se o atleta for se abalar por cada contestação que ele recebe, sua carreira estará terminada em pouco tempo. Trabalhe duro, melhore seu desempenho e prove que seus críticos estão errados, Isla. Amanhã, Isla, você entrará como titular porque o perfil do Renato é insistir com o mesmo jogador o máximo que ele pode. Então , arrebente na partida de amanhã que aqueles que te criticam serão os primeiros a te elogiar.

  • Esta coberto de razão o Zico torcedores mal agradecido alguns e claro deveríamos apoiar mais em vez de criticalos isso atrapalhar o time em campo repito alguns idiotas! !

Comentários não são permitidos.