Com 14 jogos a menos, Pedro se aproxima da quantidade de participações diretas da temporada passada

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Não é novidade para ninguém que o Flamengo tem jogadores muito acima da média em seu plantel. O principal exemplo talvez seja no ataque, quando Gabigol se torna baixa por alguma razão e o reserva imediato é o Pedro. Fora da curva, o ‘substituto’ é responsável por 21 participações diretas na temporada – média quase semelhante ao que fez em 2020, mas com 14 jogos a menos.

Na temporada passada, em 2020, quando chegou ao Flamengo, Pedro foi utilizado em 54 jogos e contribuiu com 23 gols, além de quatro assistências. Os números representam 27 participações diretas totais – ou seja, apenas seis a mais se comparado aos envolvimentos do período atual.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Pedro foi responsável por 16 gols e cinco assistências em 40 jogos até o momento. O número de passes para tentos já é superior às vezes que atuou como garçom em 2020. Com Renato, por exemplo, são 20 partidas e seis bolas na rede.

É contra o Juventude, nesta quarta-feira (13), que Pedro terá a chance de se aproximar ainda mais da quantidade de participações diretas da temporada passada. O confronto desta 26ª rodada acontece às 19h (horário de Brasília), no Maracanã, diante da Maior Torcida do Mundo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *