Técnico do Athletico alfineta arbitragem e explica ‘fórmula’ para eliminar Flamengo na Copa do Brasil

FOTO: GUSTAVO OLIVEIRA/ ATHLETICO

Com gol no apagar das luzes, o Flamengo empatou em 2 a 2 com o Athletico, na última quarta-feira (20), e deixou tudo igual no confronto de semifinal da Copa do Brasil. Após a partida, o técnico da equipe paranaense, Alberto Valentim, elogiou o desempenho de seus comandados e alfinetou a arbitragem do duelo pela marcação do pênalti a favor do Mengo.

– Lógico que, da forma que veio o empate, fica um sentimento triste, porque o jogo estava acabando e por todo o lance que foi. Mas deixa muito claro nossa força, e precisamos repetir o que o Athletico também já fez inúmeras vezes em outros jogos contra grandes equipes, como o Flamengo. Temos que repetir a mesma atitude, o mesmo comportamento contra o time muito forte que é o Flamengo. A vaga está em aberto – disse Valentim, antes de completar:

– Temos que repetir no jogo de volta e no resto da temporada a forma como nós jogamos, o espírito, a alma que nós colocamos hoje em campo. Nós fizemos um grande jogo. Foi um pecado eles terem dado esse pênalti para o Flamengo no último lance – finalizou o treinador.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


O jogo de volta será disputado na próxima quarta-feira (27), no Maracanã, às 21h30 (horário de Brasília). Antes disso, o Flamengo se concentra no clássico com o Fluminense, pelo Brasileirão, neste sábado (23), às 19h (horário de Brasília), também no Maracanã. Para ambos os duelos, o Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Acho improvável que no jogo da volta o juiz deixe de marcar faltas tanto quanto o juiz desse empate deixou, facilitando as coisas pro time com menos técnica na base do “Não deixe jogar, entre com tudo pra derrubar. Se colar colou”.
    Dentro área, ao menos uma vez, no final não colou.

  • Apenas ele sabe que no maraca com o gramado diferente e diante da trocida, com BH e sem Léo pereira para jogar a favor deles,sabe que vai perder e não passará pelo Malvadão kkkk

  • Ele deveria chamar atenção do zagueiro dele, que cometeu o pênalti de maneira tão grotesca e sem necessidade, pois não havia risco iminente e claro. O lance foi bizonho e um zagueiro que faz uma falta daquela no último lance do jogo deveria ser encaminhado ao acompanhamento psicológico.

  • De fato, o Atlético-PR jogou muito nessa partida. Porém, eles devem se lembrar que ainda é um time tecnicamente limitado e que conseguiram superar as suas deficiências, através da garra e do esforço. Não vão achando que irão se dar bem no jogo de volta, pois se resolverem “jogar pra cima” igual a este jogo, vão tomar de 3 em diante!

  • NÃO VÍ OFENSA NENHUMA NAS PALAVRAS DO CARA.. QUANDO DISSE “FOI UM PECADO” NÃO FOI NO SENTIDO PEJORATIVO

  • Valentim deveria saber que a Vitória só pode ser considerada após o apito final. O Mengão agradece.

  • O SEGUNGO DO CAP FOI FALHA DO DIEGO ALVES QUE NAO FOI NA BOLA E DEPOIS FICOU RECLAMANDO DOS COLEGAS DA DEFESA. SE EU FOSSE COMIGO COMIGO SERIA MANDADO PRA CASA DO CARVALHO.

  • NO LANCE DO PRIMEIRO GOL DO CAP HOUVE UMA FALTA CLARA, NA CARA DO JUIZ, SOBRE O RODRIGO CAIO. OS BOBALHÕES DO MENGÃO NÃO RECLAMARAM. SE TIVESSEM RECLAMADO, CERTAMENTE O GOL SERIA REVISTO PELO VAR E ANULADO.
    ÉVERTO RIBEIRO COMO CAPITÃO, É UM ZERO À ESQUERDA.