Michael revela dificuldade para jogar após falecimento de Marília Mendonça: “Eu não estava legal”

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

A tragédia envolvendo Marília Mendonça, uma das principais vozes femininas do país, impactou fãs e admiradores de todo mundo. Entre eles, Michael, do Flamengo. Autor dos dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-GO, o atacante revelou como lidou com a notícia do falecimento da cantora e disse ter encontrado dificuldade até mesmo para dormir. A artista morreu após a queda de um avião de pequeno porte em Minas Gerais, na tarde dessa sexta-feira (05).

Eu morei em Goiânia por oito anos da minha vida e Mato Grosso também. Desde sempre eu aprendi a gostar de sertanejo. Ela era fod*! Eu falo para os caras que ela era embassada na caneta. Tem muitos aqui (jogadores) que escutam as músicas dela -, disse antes de prosseguir:

Ontem eu fui para casa e fiquei acordado até uma 05h, ouvindo e lembrando. Nada vai trazer ou suprir a ausência e eu sinto a dor dos familiares. É difícil. Ela era tão nova, né? Ontem foi difícil para jogar, não estava legal não. Fiquei olhando os vídeos dela no vestiário, com o filho dela e pensei muito nisso. Que Deus possa confortar a família, amigos e a todos -, concluiu.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Michael comentou sobre o ocorrido durante o ‘Resenha com o craque’, quadro da FlaTV. O papo foi ao ar um dia depois do atacante ser responsável pelos dois gols da vitória do Flamengo sobre o Atlético-GO, por 2 a 0, pela remarcada 19ª rodada do Brasileirão.

O camisa 19 certamente será uma das opções titulares de Renato Gaúcho no jogo contra a Chapecoense, na segunda-feira (08), na Arena Condá. É possível até que cumpra o papel de Andreas Pereira, visto que o belga foi advertido com o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão nesta rodada. O embate está marcado para às 20h (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *