Presidente do Bahia celebra demissão de Gaciba e cobra investigação

O mandatário voltou a reclamar da arbitragem de Flamengo x Bahia e sugeriu investigação pelos erros cometidos no Maracanã

Após jogo cheio de polêmicas entre Flamengo e Bahia, na última quinta-feira (11), Leonardo Gaciba, até então, comandante da comissão de arbitragem do futebol brasileiro, não suportou a pressão e deixou o cargo, nesta sexta (12). A decisão foi celebrada pelo Presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, que ainda cobrou uma investigação ao ex-árbitro.

– Diria que dá esperança na vida, mesmo em situações extremas, considero uma grande notícia. Há esperanças que o futebol brasileiro avance. Demonstração talvez da CBF que o que aconteceu ontem não foi normal, não podemos banalizar o que aconteceu ontem. Merece não só a demissão, como investigação. Para mim, não foi só um erro – afirmou o presidente, em entrevista ao programa ‘De Placa’, da TNT Sports.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


A CBF divulgou nota, na manhã desta sexta-feira (12), comunicando a demissão de Leonardo Gaciba. Ele será substituído por Alício Pena Júnior, que assume o comando da comissão de arbitragem de forma interina.
Apesar dos erros da arbitragem, o Flamengo construiu placar confortável no Maracanã e voltou a vencer no Brasileirão. Agora, o Mengo volta suas atenções para o confronto diante do São Paulo, no próximo domingo (14).

O jogo será disputado às 16h (horário de Brasília), no Morumbi. O Coluna do Fla, como de costume, traz a transmissão mais rubro-negra da internet, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O Bahia é grande e a nação rubro negra tem grande admiração pelo tricolor baiano. A CBF já divulgou as fotos e as conversas de VAR, então tirem este cara aí da nossa coluna, pois ele não mereçe estar aqui conosco. Ele tem uma cara de “Mané chorão” bem diferente do povo baiano que é muito respeitado pelo Brasil. Sai daí da nossa coluna “debi – loide”. O Bahia não será rebaixado porque tem bola pra continuar na primeira, mas tirem este presidente e o técnico para o ano vindouro pois são incompetentes para dirigir o tricolor baiano.

  • Todos estamos celebrando!

  • Para mim, isto foi uma espécie de “fator compensação”, para evitar problemas maiores em processos judiciais, pois assim eles poderão dizer que a arbitragem “prejudica e beneficia a todos” (exceto o Bahia) e esconde o verdadeiro problema: a corrupção! Ou estou enganado? Se o próximo jogo do Bahia for contra outro time sem expressão, não ficarei surpreso se ela também for “beneficiada” pela arbitragem…