Vitor Gabriel recebe segunda chance como titular com Renato

Atacante treinou nessa terça-feira (16) e aparece como substituto direto de Gabigol


O Flamengo tem uma mudança surpresa no setor ofensivo para esta quarta-feira (17), diante do Corinthians: a presença de Vitor Gabriel entre os titulares. O jovem terá a difícil missão de substituir Gabigol, que está fora para seguir o planejamento feito pelo clube visando a final da Libertadores da América, dia 27 de novembro. Assim, o camisa 63 ganhará sua segunda chance entre os 11 iniciais na ‘Era’ Portaluppi.

A última vez que Vitor Gabriel atuou como titular foi na derrota por 3 a 1 para o Fluminense, no dia 23 de outubro, pelo returno do Brasileirão. O clássico foi, por sinal, a primeira chance do jovem na equipe inicial de Renato Gaúcho. Antes disso, o camisa 63 só havia atuado entre os 11 sob o comando de Maurício Souza e Rogério Ceni. Michael e Everton Ribeiro formaram ataque com o garoto naquela ocasião.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Gabigol, conforme mencionado, está sendo preservado e tratado para chegar 100% na decisão da Libertadores – grande foco da equipe nesta temporada. Contudo, o ídolo perde a chance de atuar pela última vez diante da torcida carioca antes de encarar o Palmeiras, em Montevidéu, por mais uma Glória Eterna com o Manto Sagrado.

Com a ausência do camisa 9, o Flamengo de Renato contabiliza sete baixas para encarar o Corinthians, nesta quarta-feira (17). Arrascaeta, Diego Alves, Pedro e Rodrigo Caio seguem à disposição do departamento médico rubro-negro, enquanto Maurício Isla é peça intocável na Seleção Chilena e, sendo assim, cumpre compromissos pela Data Fifa. O confronto entre os times mais populares do país acontece às 21h30 (horário de Brasília), pela 33ª rodada do Brasileirão.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Boa sorte, garoto!

  • Vitor Gabriel isso e horrível

  • Não acredito..
    Técnico filho da puta..
    Nunca colocou o brasileiro como prioridade.. deixamos de fazer história ganhando tudo d novo