Comentarista aponta ‘paixão’ do Fla por técnicos portugueses: “Não é assim que funciona”

Renê Simões ressaltou o que considera importante do clube pesar na hora de escolher o novo técnico


Neste domingo (19), o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, e o diretor executivo da pasta, Bruno Spindel, começam uma espécie de ‘maratona’ na busca por um novo treinador para a equipe. Já na Europa, em Portugal, mais precisamente, os dirigentes irão se reunir com alguns candidados ao cargo de técnico do Fla. Para o comentarista Renê Simões, é importante olhar para o ‘contexto geral’ na hora de definir o comandante.

Gosto sempre de olhar as coisas no contesto geral. A gente vê o Flamengo apaixonado por treinadores portugueses, mas será que é só por conta do Jorge Jesus? Nos últimos 10 anos, os treinadores portugueses ganharam 66 ligas diferentes pelo mundo. Os três maiores títulos brasileiros foram ganhos por portugueses. Porém, não se pode ver futebol só pelo resultado -, disse, no programa ‘Os Donos da Bola’, antes de completar:

Então, tudo que se sabia sobre o Carvalhal, deixou de ser bom porque perdeu de cinco. Não é assim que funciona. O Paulo Sousa é bom porque é treinador da Polônia? Também não é assim. Tem que saber qual é o retrospecto, qual a linha de trabalho, tem que saber se o treinador que virá vai deixar um legado dentro do clube? Isso que a gente precisa -, finalizou.


Camisas do Fla, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


Com o elenco rubro-negro de férias até 10 de janeiro, o Mais Querido planeja a temporada 2022 com cuidado para não cometer nenhum erro. Isso porque, o Flamengo terminou 2021 sem os desejados títulos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e, principalmente, da Libertadores.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • 🤔 Verdade!!! Não precisa ser português, pode ser de qualquer nacionalidade que produza técnicos. Brasileiro é que não pode ser, pois tá mais que provado que não sabem nada de tática ou estratégia futebolística, são estelionatários. Vendem algo que não podem entregar. Bando de incompetentes.

  • Alicio, sabe o que eu acho engraçado? Os técnicos da indústria de qualidade precisam obter o CREA; os especialistas em TI se matam para tirar certificações; os advogados precisam tirar o OAB. E os técnicos de futebol? Bastam apenas serem ex-jogadores!

  • Uma pena boa parte dos clubes brasileiros serem obrigados a buscar técnicos na Europa .
    Nota-se que isso vai acontecer enquanto no brasil não existir uma estrutura futebolista de primeiro mundo que possa desenvolver as habilidades e virtudes dos nossos técnicos profissionais com sucesso. Fica a sugestão.

  • Quem manda é o Flamengo, cala boca comentarista, caça seu lugar!

  • Quem manda é o Flamengo, cala boca comentarista, caça seu lugar!

  • Quem manda é o Flamengo, cala boca comentarista, caça seu lugar!

  • A palavra certa não é paixão, é TRABALHO – os técnicos brasileiros são acomodados e atualmente não desempenham um bom trabalaho, isto é, empurram com a barriga igual fez o Renato Gaucho, o time do Fla em campo não tinha tática nenhuma, os jogadores jogavam porque sabem e são bons. Essa é a verdade, não é PAIXÃO!

  • no brasil nao tem que preste como tecnico tem que buscafora mesmo o clube faz oque quiser

  • Não é paixão, o Flamengo trouxe um espanhol depois de JJ. Acontece que os técnicos daqui se acomodaram com a dança das cadeiras e quase não há profissionais competentes. Infelizmente isso não ocorre só com os técnicos, a preparação física e até comentaristas são amadores. Dirigentes não podem ser substituídos de imediato, senão rodariam também. O que há de bom e a torcida e os jogadores.

  • Sim, os portugueses são mais capacitados. No entanto, são os únicos? Para constar, também temos bons técnicos sul-americanos e na minha opinião, são estes que o Flamengo deveria contratar, em virtude de seus conhecimentos em relação ao futebol da América do Sul. Com eles, teremos mais facilidade para lidar com outras culturas do continente local e quem sabe, trazer novas contratações de jogadores sul-americanos bons, bonitos e baratos!

  • Simples. No Brasil só tem treineiro. Não existe tática e JJ veio mostrar isso. Times jogam ou na defesa ou no ataque. Chega a ser feio o que esses caras conseguem. E esse daí e outro. A única coisa que presta que fez foi falar do Neymar. De mais, sumiu.

  • Simples. No Brasil só tem treineiro. Não existe tática e JJ veio mostrar isso. Times jogam ou na defesa ou no ataque. Chega a ser feio o que esses caras conseguem. E esse daí e outro. A única coisa que presta que fez foi falar do Neymar. De mais, sumiu.

  • Simples. No Brasil só tem treineiro. Não existe tática e JJ veio mostrar isso. Times jogam ou na defesa ou no ataque. Chega a ser feio o que esses caras conseguem. E esse daí e outro. A única coisa que presta que fez foi falar do Neymar. De mais, sumiu.

  • Nao é isso. Ta claro que os tecnicos portugueses sao mto mais capacitados. La eles tem umaescola de formacao onde estudam taticas, estudam linguas, aprendem com materiais deixados pelos antecessores. Sao em sua maioria estudiosos.

    Aqui no brasil temos poucos com esse perfil. E que na maioria acaba focando na mesmice