Nova exigência de Paulo Sousa passa a ter validade nesta segunda-feira

Com o uso do ponto biométrico, casos de atraso serão multados


Depois da instauração de um telão entre os gramados e da determinação de uma rotina com refeições, começa, nesta segunda-feira (17), outra obrigatoriedade da ‘Era’ Paulo Sousa no Ninho: ponto biométrico. Atletas, funcionários do CT e comissão técnica terão que registrar suas respectivas chegadas e saídas na tecnologia, que já será utilizada às 08h (horário de Brasília) no primeiro treino desta segunda semana de trabalho.

Sem muito mistério, o ponto biométrico servirá para o controle de chegadas e saídas dos funcionários ao Ninho do Urubu. Assim como ocorria nos tempos de Jorge Jesus, casos de atraso resultarão em multa para o jogador e/ou membro da comissão técnica. Esta é apenas uma entre as diversas mudanças que ocorreram desde o retorno aos trabalhos, na última segunda-feira (10).

Conforme mencionado, Paulo Sousa também solicitou mudanças na rotina alimentar dos jogadores. Agora, os atletas serão obrigados a cumprir refeições no Ninho do Urubu e, em casos como o treino da manhã desta segunda-feira (17), deverão chegar mais cedo para o café da manhã – permanecendo no CT para o almoço. Em atividades vespertinas, o lanche da tarde e o jantar também estão inseridos.


Quer comprar produtos do Flamengo pela internet? Conheça a loja mais rápida e segura!


Ainda sobre a rotina alimentar no Ninho: o grupo vai se alimentar em conjunto e o uso de celular está vetado por Paulo Sousa. A ideia do Mister é que o contato entre os atletas seja ainda maior e, consequentemente, a equipe ganhe ainda mais entrosamento fora de campo. Por isso, a proibição dos aparelhos telefônicos durante o período de ceia.

Melhorias no gramado do Ninho, demarcação de linhas nos três campos de treinamento e a implantação de telão são outras mudanças solicitadas pelo novo técnico. O equipamento servirá como um ”VAR” durante as atividades, para identificar os erros táticos e corrigi-los com mais facilidade e intensidade.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Super válido proibir celular no período em estiverem treinando visto que boa parte das jogadas realizada em campo são fruto de conversas fora de campo sem dizer que são nessas conversas que o jogador entendi como o companheiro gosto de receber a bola no pé ou na frente pra ir atrás

  • Nada demais é para o bem do próprio jogador que sabe que têm carreira efemera. Dormir cedo e acordar cedo para se manter a boa preparação fisica. Me lembro do treinador Iustric ” o homão” que exigia jogadores barbedos e com cabelos aparados, O destaque no cumprimento das normas era o ponta esquerda “Caldeira’ que jogava bem e estava sempre impecável dentro e fora de campo.