Ponto biométrico tem data para ser colocado em prática no Ninho do Urubu

Medida solicitada por Paulo Sousa passará a ser exigida a partir dos treinamentos da próxima segunda-feira (17)


Este início de ‘Era’ Paulo Sousa tem sido marcado por diversas mudanças no desenvolvimento diário de trabalho no Ninho do Urubu. Depois de implementar a utilização do telão nos treinamentos, agora é a vez de colocar o ponto biométrico em prática. A previsão é que a tecnologia comece a ser utilizada na próxima segunda-feira (17).

A ideia do ponto biométrico é controlar a chegada e saída dos atletas – além, é claro, da comissão técnica. Paulo Sousa já revelou ser muito exigente em relação aos horários e compromissos diários no Centro de Treinamento. A informação foi dada inicialmente pela jornalista Isabelle Costa. O Mister solicitou, inclusive, que os jogadores passassem a se alimentar no Ninho, do café da manhã ao jantar dependendo do turno das atividades.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Além das refeições obrigatórias no Ninho do Urubu, o novo Mister, como é chamado, ainda vetou o uso de aparelhos celulares durante a ceia. A ideia é que os atletas consigam se aproximar e se conectar ainda mais – algo que também foi solicitado por Jorge Jesus em sua chegada ao Brasil, em 2019. Com o ex-treinador, porém, a medida não demorou muito para cair.

Na última quarta-feira (12), o Flamengo treinou pela primeira vez com o telão solicitado por Paulo Sousa. O objetivo do aparelho, instalado entre os gramados de atividades do Ninho, é mostrar, em tempo real, a movimentação dos atletas durante o trabalho. Assim, a comissão pode localizar e corrigir erros táticos que passariam despercebido anteriormente.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Muito bom, show de bola. Agora vai!!!