Flamengo admite ideia de estádio para 100 mil torcedores

Vice-presidente geral e jurídico do Fla, Rodrigo Dunshee, deu detalhes sobre o projeto do clube


Diante de todo o imbróglio que gira em torno do Maracanã ultimamente, o Flamengo segue determinado em construir um estádio próprio. O alvo do Mais Querido é o terreno do antigo Gasômetro, no Porto Maravilha. Em entrevista concedida ao ‘CharlaPodcast’, o vice-presidente geral e jurídico do Fla, Rodrigo Dunshee, revelou detalhes do projeto rubro-negro e, além disso, admitiu a ideia de que o local tenha capacidade para 100 mil torcedores.

Dá [para se pensar em um estádio com capacidade para 100 mil pessoas]. O Landim, que é um cara admirável, não pensa pequeno e é muito responsável. Sabe o que está fazendo. Sabe que o Flamengo é muito grande. O estádio é uma coisa que demora quatro, cinco anos para ser feito. Agora, estamos muito focados na licitação do Maracanã. São duas coisas que vão andar paralelas. Uma coisa não exclui a outra -, disse, antes de continuar:

O Rio de Janeiro tem quatro grandes times. O Vasco tem um estádio pequeno. O Flamengo e o Fluminense não têm estádio, e o Botafogo está usando um estádio municipal, que é olímpico e eles mesmo não acham maravilhoso. Então, tem espaço para Maracanã e mais um -, concluiu.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


 

Como dito anteriormente, o alvo do Flamengo é o terreno do antigo Gasômetro. A Caixa Econômica Federal é a responsável pela administração da área que pertence ao fundo imobiliário do Porto Maravilha, localizado no Centro do Rio de Janeiro. Com isso, o Flamengo busca uma boa relação com a instituição para, enfim, o projeto sair do papel.

Além do projeto de construir um estádio dos mesmos moldes da Arena do Borussia Dortmound (ALE), Signal Iduna Park, o Flamengo segue priorizando vencer a licitação do Maracanã, junto com o Fluminense. A dupla, atualmente, administra o local em conjunto. 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Bobagem. Faz um pra 70 mil, com uma parte como se fosse a antiga geral do maraca que está ótimo !!!!!!! Não adianta fazer um elefante branco e ficar sem poder investir no time durante 5 anos. Entre um grande time e um grande estádio, prefiro o primeiro

  • Eu sou a favor de um estádio grande, que possa comportar um setor mais popular, para o público de renda mais baixa. Desde 2019 o Fla vem lotando o Maracanã, e excluindo os favelados que formam o grosso da torcida. Formas de financiamento para o estádio de um time com a torcida do Flamengo podem ser várias, como naming rights e cadeiras cativas. Sugiro venda de cadeiras cativas de uma forma diferente, que o sujeito possa comprar mesmo sem morar no Rio, e que o clube use e faça a comercialização do ingresso com a autorização do dono, pelo preço que o dono indicar, sendo passada uma parte da receita para o dono e outra para o clube. Tipo NFT. E quando o dono quiser usar, eventualmente, ele vai lá e usa. Para o dono, não seria só uma cadeira, seria um investimento com retorno a longo prazo, dividindo o risco com o clube. Fica a dica. Só aí, já dá para financiar mais da metade do estádio.

  • O Corinthians está F***** com as dívidas referentes a construção do estádio em Itaquera e a diretoria do Flamengo ainda não “entendeu” isso! Estou falando que esta diretoria é INCOMPETENTE!!! Ok! Dou o meu braço a torcer pela construção de um novo estádio, mas precisa ser algo acima de 60 mil? Para mim, esta quantidade está boa demais e certamente vai entregar uma ótima relação de custos vs benefícios. Deixa o maior templo do Rio continuar sendo grande!!!