Escassez de voos e hotéis em Guayaquil preocupa diretorias de Flamengo e Athletico-PR na Libertadores

Além das dificuldades dos torcedores, os próprios clubes estão com problemas para fechar as logísticas


Além dos torcedores, que estão com dificuldades para garantir presença na final da Copa Libertadores, as próprias diretorias de Flamengo e Athletico-PR estão sofrendo com a escassez de voos e hotéis em Guayaquil, no Equador. O estádio do Barcelona do país será a sede da grande decisão do dia 29 de outubro. Ambos os clubes encontram problemas para fechar a estadia das delegações, além dos convidados.

Entre jogadores, comissão técnica, familiares e dirigentes, o Flamengo ainda não decidiu quantas pessoas irá levar para o Equador. No entanto, há conversas frequentes com todas as companhias aéreas para resolver a logística e o fretamento de aeronaves. A informação das dificuldades dos clubes para a finalíssima foi divulgada pelo jornal O Globo.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


As forças públicas de Guayaquil já ligaram o sinal de alerta por conta da alta procura dos torcedores e baixa estrutura da cidade equatoriana. O Estádio Monumental Isidro Romero Carbo tem capacidade para 57 mil pessoas. Porém, a cidade possui somente 12.602 vagas de hospedagem, de acordo com o Censo Econômico do Equador.

A questão dos voos também é um dificultador. Nenhuma empresa aérea brasileira oferece passagens diárias e diretas para Guayaquil. As viagens mais rápidas, com escalas e conexões, levam, aproximadamente, dez horas. Além dos valores inflacionados dos bilhetes. Por conta das dificuldades já previstas pelo Flamengo, na quinta-feira (08), nas primeiras horas após a vitória sobre o Vélez Sarsfield (ARG), o Rubro-Negro mandou uma comitiva para a cidade com o objetivo de agilizar a difícil logística.

Nesta sexta-feira (09), o presidente do Conselho de Administração do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o BAP, sugeriu locais para receber a finalíssima, como Miami, Orlando, Dallas, Lisboa e Madrid, por conta das melhores estruturas de voos e hotéis. Ainda de acordo com o dirigente, esses lugares dariam mais visibilidade para a Copa Libertadores da América.

Enquanto os dirigentes buscam encontrar a melhor solução para a final da competição mais importante da América do Sul, o time do Flamengo volta o foco para os campeonatos locais. Neste domingo (11), o Rubro-Negro encara o Goiás, pela 26a rodada do Brasileirão, em Goiânia. Na sequência, quarta-feira (14), o jogo é diante do São Paulo, no Maracanã, pela semifinal da Copa do Brasil.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *