CBF divulga áudio do VAR de lance polêmico em Flamengo x Santos; pênalti em Cebolinha não foi revisado

André Luiz Freitas Castro (árbitro de campo) e Adriano Milczvski (VAR) consideraram normal lance que causou polêmica entre os santistas


Flamengo e Santos entraram em campo na noite de terça-feira (25), pelo Brasileirão. O Rubro-Negro saiu do Maracanã com a vitória por 3 a 2, mas o duelo contou com lances polêmicos para ambos os lados. Para os santistas, o meio campista Camacho sofreu pênalti, na jogada que originou o primeiro gol do Fla. Já os flamenguistas ficaram ‘na bronca’ pela não marcação de uma penalidade em cima de Cebolinha. A CBF divulgou o áudio do VAR, analisando o lance dos paulistas, por outro lado, deixando de lado o do atacante do Mengo.

VEJA A ANALISE DO VAR NO LANCE A FAVOR DO SANTOS:

Árbitro: Nada, nada, nada!
VAR: Ele (Matheuzinho) não acerta a rasteira.
Árbitro: Ele (Camacho) faz o corte e está caindo. E o outro (Matheuzinho) está parado na frente dele.
VAR: Aqui não vejo como penal. A perna já está parada. O pé para do lado e ele tropeça no pé, não chega a atingir, certo?
AVAR: Esse contato é sem impacto algum Adriano (VAR).
VAR: Sem impacto nenhum.
AVAR: Perfeito.
VAR: Não vejo impacto nenhum aqui. A perna está parada.
AVAR: E o André (árbitro) está em cima da jogada também, pode ver. O André está olhando bem a jogada.
VAR: Ok. A perna já para ali. Como ele vira para cá ele vai trombar no defensor. Para mim, lance normal. 

Após a dividida entre Matheuzinho e Camacho, a partida seguiu e o próprio lateral flamenguista deu assistência para Pedro abrir o placar, logo em seguida. Na cabine do VAR, o árbitro de vídeo responsável Adriano Milczvski considerou uma disputa normal, assim como André Luiz Freitas Castro, juiz de campo, que também mandou o jogo seguir.


Ganhe dinheiro com vitórias do Flamengo!


Do lado flamenguista, a insatisfação com a arbitragem ficou por conta de um possível pênalti em Cebolinha. Em uma jogada dentro da área, o zagueiro do Santos, Eduardo Bauermann, deu um carrinho nas pernas do atacante rubro-negro e o derrubou. No entanto, a partida seguiu, e sem revisão do árbitro de vídeo.

Cabe ressaltar que, nesta quarta-feira (26), a Confederação Brasileira de Futebol suspendeu os juízes envolvidos no duelo entre Flamengo e Santos. André Luiz Freitas Castro (árbitro de campo) e Adriano Milczvski (VAR) foram colocados no “Programa de Assistência ao Desempenho do Árbitro (PADA)” da entidade — uma espécie de “geladeira”. Não há previsão de quando os dois profissionais retornam ao quadro de arbitragem.

Ponto importante também foi a nota divulgada pelo Santos, demonstrando insatisfação com a condução da partida pela arbitragem, principalmente, pela na não marcação da penalidade a favor da equipe paulista. No comunicado, o Alvinegro Praiano escreve à CBF afirmando que os apitadores tiveram “arbitragem tendenciosa” e o que aconteceu no Maracanã foi “criminoso”.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Bem feito! O Camacho foi burro por ter tentado cavar uma falta que se ele tivesse prosseguido na jogada, teria sido pênalty claro e indiscutível. Só espero que isto sirva de lição para os nossos atletas (heim, Gabigol) para evitar ficar se jogando ou forçando contato que não existiu. Por isto, a não marcação do penalty!

  • Há falta quando há movimento na direção do adversário.
    No lance do Matheuzinho, dá para ver que o lateral coloca o pé sem movimentá-lo na direção da perna do Camacho.
    Ao contrário, no lance em que o Cebolinha cai, após ser travado pelo goleiro do Santos, pode ser observado o movimento do pédireito do goleiro, na direção da pensa do atacante.
    Outro lance, foi a tesoura dada no Cebolinha, dentro da área. PÊNALTI CLARO, NÃO MARCADO!
    Só a ex-juíza de futebol, cruzeirense e global, Sra. Sandro Meira Ricci é que não viu ou não deu bola. Safadinha, não é, esta ex-juíza?

  • Realmente, foi vergonhosa a não marcação desse penalti para o Santos. O Santos nem merecia fazer o gol, não estava jogando nada no primeiro tempo. Mas que foi penalti, foi claríssimo. Esse lance do Cebolinha com um zagueiro eu nem lembro. Lembro de um com o goleiro do Santos, que ele trombou depois de ter chutado para fora. Ali não foi nada.