Coluna do Torcedor: “O Xadrez do Rueda”

Acredito não haver dúvidas de que Reinaldo Rueda reorganizou o time, mudou a postura tática e arrumou o sistema defensivo do Flamengo. Isso em duas semanas.
Mas penso que só  a partir de agora veremos, de verdade, o trabalho do colombiano. Ele terá que tomar decisões fundamentais baseadas nas observações que fez nestes quatro jogos que comandou, e também baseado nos desafios (e calendário) que o Flamengo terá pela frente.
O primeiro jogo da final da Copa do Brasil será só daqui uma semana e meia (dia 07/09, contra o Cruzeiro); Depois da vitória sobre o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, temos uma pausa de duas semanas no torneio (próximo jogo somente dia 10/09, contra o Botafogo).
Neste intervalo haverá jogos das seleções nacionais pelas eliminatórias da Copa 2018 e o Flamengo jogará pelas quartas de final da Primeira Liga, dia 30/08 (contra o Paraná). Vencendo este jogo, jogará pelas semifinais desta mesma competição, dia 03/09.

Veja mais:


Daí os dilemas:
Descansar o time titular?
Aproveitar para conhecer melhor o elenco e dar entrosamento com novo esquema tático?
Mesclar escalações?
Ou aproveitar a energia positiva e a sintonia com a torcida colocar o que há de melhor para jogar?
A decisão não é fácil. Se o momento voltou a ser favorável e os ânimos se renovaram, dando à Nação a sensação de que podemos ganhar tudo e ainda terminar o Campeonato Brasileiro muito bem, por outro lado os riscos de exposição, desgaste, cansaço de jogadores, já considerando estarmos em fim de temporada, é muito grande!
Rueda terá que jogar xadrez!
À Nação cabem a torcida incondicional e as apostas!
Saudações Rubro-Negras!

Cleilson Teobaldo dos Reis
Serra/ES


Quer ver sua coluna publicada aqui no site? Envie para o e-mail redacao@colunadoflamengo.com 

Veja também

  • contra o Paraná coloca os mlks

  • Para o jogo contra o Paraná deveria ir com um time misto mas pendendo mais para o reserva. Poupar os jogadores para a final da Copa Do Brasil para chegarem com sangue no zói.

Comentários não são permitidos.