Coluna do Torcedor: “Teimosia de Zé Ricardo está ‘matando’ o Diego”

Não é de hoje que Zé Ricardo vem sendo contestado no comando técnico do Flamengo. Desde a eliminação da Libertadores, a “cabeça” do treinador está a prêmio. Um dos motivos, sem sombra de dúvida, são suas escolhas.

A principal, apontada de longe como motivo da irritação dos flamenguistas é a insistência com a presença de Márcio Araújo. Entretanto, para não deixar os adeptos ao jogador tristes, este texto não é para criticá-lo, mas sim, para mostrar como que a escolha de uma dupla de volantes com características de marcação tem influenciado negativamente no desempenho do principal jogador do time: Diego.

Desde que chegou ao Flamengo, na metade de 2016, o meia tem um papel fundamental no time. Quase todas as bolas passam pelo seus pés. Contudo, em 2017, coincidentemente depois da eliminação na competição internacional, o camisa 35 não tem atuado bem. Claro que não podemos esquecer da lesão que sofreu diante do Atlético-PR, mas, há outro fator: a formação tática.

Diego estreou no dia 21 de agosto, na vitória diante do Grêmio, por 2 a 1 (com um gol seu), no estádio Mané Garrincha. Ao longo da temporada, foram 18 jogos pelo Campeonato Brasileiro, marcando seis gols e distribuindo três assistências. O meia teve aproveitamento de 88,8% dos passes, sendo o segundo jogador que mais tocava na bola por partida: média de 41,1 toques. Melhor que ele, nos dois quesitos, foi Willian Arão – 89,4% de aproveitamento e média de 45,5 passes por jogo -. E é justamente a falta deste jogador, ou de alguém que faça sua função tática em campo que causa a queda de rendimento do principal craque do time.

Sequência (esq. p/ dir.): Diego, Arão e Márcio Araújo.
Na vitória por 2 a 1 contra a Ponte Preta, na 23ª rodada, Diego com liberdade pelo meio; Arão ajudando com subidas pela direita, além da marcação, e Márcio Araújo fazendo o papel de iniciar as jogadas ofensivas.

Para isso, basta pegar alguns mapas de calor dos dois e ver como havia uma combinação. Diego tinha mais liberdade para atuar na intermediária ofensiva, enquanto o volante ficava responsável por fazer a transição do meio de campo ao ataque. Com esta formação, Márcio Araújo ficava apenas responsável pela marcação e o primeiro passe (melhor aproveitamento do time com 94,5%), não tendo que se aventurar no ataque. Desta forma, foi o terceiro jogador com mais desarmes na equipe (82), perdendo para Jorge (85) e Arão (melhor do torneio, com 110), além de ser o segundo melhor interceptador do certame, atrás de Zé Roberto, do Palmeiras.

Sequência (esq. p/ dir.): Diego, Arão e Márcio Araújo.
No empate sem gols contra o Botafogo, pela 34ª rodada, a situação se repete. Diego com liberdade, Arão pela direita e Márcio Araújo fazendo todo o trabalho defensivo.

Todavia, tudo muda ao entrarmos em 2017. Arão entra em má fase e precisa ser substituído. Há algumas semanas, escrevi sobre os problemas de planejamento do Flamengo, e fui duramente criticado. Apesar do elenco forte que tem montado, a diretoria pecou em alguém que possa fazer esta saída de bola e aparecer como homem surpresa. Afinal, o camisa 5 marcou sete gols e deu oito assistências na temporada passada.

Sem tempo para treinar um jogador no lugar, Zé Ricardo foi para a solução “mais fácil”: colocou Cuéllar. A dupla tem o mesmo número de desarmes, 31. Vantagem para o colombiano, que jogou 11 vezes, contra 16 do companheiro. Mas, em número de interceptações, o camisa 8 vence por 10 a 4. Por fim, na estatística passes, melhor para o camisa 26, que tem 96,1%, contra 94,3%, apesar da bola passar mais pelos pés do brasileiro: média de 44,3 toques por jogo, contra 40,1 do companheiro.

Mesmo com os números parecidos da dupla, houve uma queda de rendimento. Diego não conseguiu mais ser o destaque do time como na temporada passada. Grandes camisas 10, como Zico e Alex, dizem que o jogador desta posição precisa chegar na área, para finalizar. O “maestro” da Gávea não faz mais isso. Nas duas temporadas, tem a mesma média de finalizações (2,2), por partida. Entretanto, há uma queda nos chutes de dentro da área: 1 por jogo em 2016, contra 0,85 em 2017. Pode parecer pouco, mas, ao longo dos jogos, a diferença pode ser fundamental.

Sequência (esq. p/ dir.): Diego,Cuéllar e Márcio Araújo.
No empate contra o Cruzeiro, no Mineirão, os três meio-campistas estiveram na mesma faixa de campo. Diego jogou mais recuado. Observe também que são poucos os pontos de penetração dentro da grande área, ao contrário do que podemos observar nas imagens acima

Diego, com a entrada dos dois volantes, precisa voltar mais para armar o jogo. Nem Márcio Araújo, nem Cuéllar, têm qualidades para poder fazer a transição defesa-ataque como Arão. Tanto que Márcio Araújo não tem nenhuma finalização certa ao longo do Brasileirão. Na construção ofensiva, também não contribui tanto, nenhuma assistência para gol e oito (média de 0,56) passes para finalização. Cuéllar segue o mesmo caminho, nenhuma assistência para gol, e apenas quatro (média de 0,36) passes para chutes. Em efeito de comparação, ano passado, Arão deu 33 passes para finalização, média de 0,89 por peleja.

Sequência (esq. p/ dir.): Diego,Cuéllar e Márcio Araújo.
Na derrota para o Grêmio, em casa, Diego percorreu o campo inteiro. O meia visivelmente fica desgastado tendo que percorrer todo o campo, tanto que foi poupado. Já Cuéllar tenta fazer o papel de Arão, sem sucesso. Lento e sem a mesma qualidade técnica.

Com o camisa 35 voltando, perdemos ele com condições físicas de conseguir chegar à frente com fôlego, não apenas para tabelar com os atacantes, mas também para finalizar. Sem Arão, perdemos o “elemento surpresa”, aquele jogador capaz de furar uma retranca em uma ultrapassagem. Este tipo de jogador, o Flamengo não possuí no elenco, sem ser o camisa 5. Outro ponto importante é que com este posicionamento, o meia tem tocado menos na bola. A média é 37,4 toque por peleja (aproveitamento de 89%)

Ao que tudo indica, para o jogo contra o Santos, nesta quarta-feira, Zé Ricardo colocará Arão, no lugar do Cuéllar. Apesar de preferir o colombiano à Márcio Araújo, como primeiro volante, não vejo a presença do brasileiro como a pior “ruindade” do mundo. O problema, na minha modesta opinião, é não ter pensado em ninguém para fazer o papel de Willian Arão. De continuar mantendo um esquema que nitidamente está sacrificando a equipe, de não ter planejado um jogador para ser reserva. Sabemos que o tempo de treino é escasso, mas, com Arão mal desde o início do ano, Zé poderia ter pensado em alguma saída. Foi na mais convencional, com um elenco que está acima da média, e está pagando pelo erros.

Que os deuses do futebol devolvam a boa fase ao camisa 5. Se ele jogar bem, o time cresce de produção.

Curtiu? Não curtiu? Achou bem ou mal argumentado? Deixe seus comentários, com argumentos e de forma respeitosa. Se gostou, compartilhe para que outros tenham acesso a estas informações.

Matheus Brum

Jornalista

Twitter: @matheustbrum

Veja mais:

Coluna do Torcedor: “Zé Ricardo + convicções = cheirinho de hepta”

Coluna do Torcedor: “O Flamengo ideal”

O que 2017 ainda nos reserva?

E tudo continua como antes…

178 Comentários
  • Muito boa a análise! Parabéns! Acho que o posicionamento dos volantes também está relacionado com o exposto no artigo. Muitas vezes eles estão participando da jogada de ataque, ficando a frente da linha da bola, porém não possuem velocidade para se recompor e proteger a defesa, que também é lenta.

  • Quando você tem volantes técnicos, que marcam, mas sabem sair jogando, não precisa dos homens de criação voltarem o tempo todo para pegar a bola. A presença de um volante ruim e que só marca trás esses prejuízos e que se danem os jogadores, pois o Zé ricardo tem essa política: ou entram no meu esquema ou se ferra, Fla o protecionismo escancarado com esse jogador. Não adianta colocar um jogador mais de saída como Arão, se mantiver o m MA, aliás essa dupla vinha atuando e os problemas são os mesmos…sada ruim e sobrecarregando o meio que tem que voltar…o certo era mudar a dupla de volantes com Rômulo e Cellar e insistir como faz com o ruim…ai entra a cabeça de merda do treinador, que não muda porque não quer, é panelinha e tem o aval do BM que é da mesma laia. Diego pode morrer em campo, mas o treinador amador não vai mudar e hoje vai ser a mesma merda. os times já sabem o que esperar: chuveirinho e nada mais. o ruim é tão medíocre que o adversário nem o marca ele sozinho se ferra.
    Uma pena que um time reforçado, com tudo para fazer um belo ano, esteja nas mãos de gente idiota e sem preparo.

    • Em nenhum momento citei os quatro pontos, ou falei? A queda de rendimento é muito mais que dois lances. De fato, Diego errou. Mas mesmo se convertesse, não mudaria em uma linha os números ou o posicionamento dele em campo.

  • Só pelo título, não merece nem meu tempo. O ZR é culpado pelo Diego ter perdido o pênalti e com isso termos perdidos 2 pontos. O ZR é culpado pelo Diego ter perdido um gol na cara do Cássio e com isso termos perdidos 2 pontos. De a Cezar o que é de Cezar.

    • ja que o cuellar não agride a area, pq não deixa ele plantado, fazendo a saida de bola, com o arão de segundo volante? nunca tentou, e quando tentou , arão deixava um buraco enorme nas costas dele, pq ele achava que tinha que atacar primeiro antes de defender, cuellar marcava sozinho e ainda tinha que chegar pra definir…. É SIMPLES, tudo é questão de encaixe, treino, variações, flamengo não tem isso, nunca teve com o zé, qualquer cego ver essa merda que ta !!

    • É a função do técnico, não? Ele poderia tentar algum outro jogador ali. Como disse no texto, o tempo de treinamento é pequeno, reconheço. Mas, já estamos há alguns jogos vendo esta queda do Diego e nada foi feito. Ele não vai para o banco, por ser o referencial técnico da equipe, e o Zé não tem peito para fazer isso.

      Se não tem ninguém no elenco, que peça para a diretoria correr atrás de algum atleta com estas características. Zé é um técnico que é fiel a um esquema, então, ele coloca os jogadores para jogar nele. Por isso acredito que este processo seja “teimosia” do comandante.

      • Achar não. Testar sim…Testou com os jogadores sem o perfil ou que não tem “habilidade”(até pq no brasil não tem tantos assim com as características do Arão em boa fase), mas testar, ele testou.
        SRN

        • Testou, de fato, apenas o Cuéllar. Nenhum outro volante teve sequência de jogo. Com outras opções no banco, poderia tê-los colocado, ou então, improvisar o Mancuello (apesar de achar que ele não aguenta o rtimo)

    • E isso não é estranho? Por que no Corinthians quase todos os jogadores jogam no limite ou até acima das suas capacidades e no Flamengo vem acontecendo o contrário?

    • Desculpe amigo, não quis pontuar como “tudo é culpa do Zé”. Mas, é preciso entender que o time mudou, e isso tem um impacto. Zé é fiel ao esquema tático até o final, então a queda do time tem haver sim com o treinador que, por algum motivo, não fez nenhuma mudança

      • Entendo,mas discordo de novo, mudanças são feitas,mas resultados e efeitos são curtos.
        Muralha, Thiago,DA,Muralha, Thiago
        Réver,Vaz, Juan, Rodolpho, Léo Duarte, Rômulo
        Pará, Rondinei, Pará, Rondinei
        Trauco, Renê, Everton, Trauco, Renê
        Caramujo, Rômulo, Cuellar, Arão, até Ronaldo já testaram, Mancuello, vários jogos o Diego acaba virando segundo volante
        Cirilo, peteleco, Everton, Berrío, mancuello, VJr, Sávio
        Diego,ER, Mancuello, Trauco
        Guerrerão, Damião, Vizeu

        A conclusão parece mesmo que exauriu o trabalho do Zé,mas não tem técnico no mercado.
        SRN

        • Não acho que tenha acontecido diversas mudanças, como pontua. Não na forma de jogar. Zé Ricardo, como já disse em alguns comentários, gosta de adequar o jogador ao seu esquema tática preferido. Você muda a peça, mas não a função que o jogador deseja fazer. Por isso, não consegue fazer Cuéllar ou Márcio Araújo render na função do Arão, pq simplesmente não possuem as mesmas características.

          Ainda acho que o trabalho do Zé pode ser modificado, mas depende apenas dele. O time está do lado do treinador. Não vejo, pelas atitudes dentro e fora do campo, algum que queira sua saída.

          Abraços

      • Absolutamente nada. Esse é o ponto. Fui irônico com esses torcedores modinhas que atribuem os resultados a Zé Ricardo e Márcio Araújo. Jogamos melhor que o Grêmio, Palmeiras e Corinthians mas só conseguimos 2 pontos. Pq? Por erros individuais de Trauco e Diego…

        • Jader, refuto seu argumento de “torcedor modinha”. Enfim, gostaria de ouvir seus argumentos. Expressei os meus no texto. Acredito que a mudança de posicionamento influencie na queda técnica do Diego. Mas, em nenhum momento, falei que isso é responsável por ter perdido os dois lances, como está querendo pontuar.

          O desempenho do Diego vai muito além destes dois lances. Obrigado pela leitura, abraços

          • Bom Matheus, usei a locução adjetiva “torcedor modinha” não necessariamente a você e sim aos que culpam o Márcio e Zé Ricardo por tudo. Se pensa assim, foi pra você também.
            Perceba a casualidade que envolve o nosso sentimento e opinião perante os resultados do time. O Trauco é muito bom ofensivamente, chuta bem pra caramba. Mas contra o Corinthians entregou um gol de presente. Além do mais recebe nas costas toda hora. O Diego é o nosso jogador mais importante e só fomos eliminados da Libertadores porque ele não estava presente. Contudo, o empate contra Palmeiras e Corinthians cai conta dele. Erros cruciais que alguém do seu nível não pude errar.
            O Pará errou no gol do Jô…. Dava pra tirar.
            O que dá pra tirar de tudo isso? Culpa do M.A e do Zé Ricardo.

          • Não culpo os dois por tudo, mas, mesmo que culpasse, não é justo chamar de “torcedor modinha”. Desde que apresente-se argumentos, pode gostar de um ou outro.

            Trauco é um problema grave, pq ele não mantém posição. Mas, com Renê, Éverton cai de produção. O que fazer?

            Concordo que o Pará poderia ter feito a falta, mas não quis tomar amarelo. Não posso julgá-lo.

            Agora, em relação ao meu texto, que é o objeto inicial da discussão, não me baseio em dois lances ou dois jogos. Os números e mapas de calor são claros na queda de rendimento. Não tem nada, absolutamente NADA a ver com a presença do M.A.

            Acho Zé teimoso por manter dois volantes que, notoriamente, não tem dado certo. Onde fica a tal meritocracia que ele fala que impõe ao grupo? Não tenho visto.

            E outra, como já disse, o posicionamento do Diego é apenas UM dos VÁRIOS fatores que fazem o time jogar mal. E é claro que Zé tem culpa, por ser o treinador.

            Abraços

  • se diego, everton ribeiro e guerrero estão mal, tem que fazer substituição tambem, se não vai prejudicar o projeto, que ja ta uma bosta, desde 2016 !!

  • Olha eu tambem acho que a teimosia do zé prejudica o rendimento individual, mas no caso do diego não acho que seja so isso, ele ta mal mesmo, tomando decisões erradas, carregando demais a bola e até nas finalizações que ele sempre foi bem ta mal.

    Outros jogadores quando jogaram mal foram massacrados pela torcida, mas o diego joga mal aí a culpa é do tecnico? E olha que muitos jogadores ja foram prejudicados pela forma de jogar do zé.

    • Fala J M, beleza? Claro que há uma queda técnica do Diego, mas é preciso entender também a questão do posicionamento. Temos que levar em consideração, assim como coloquei no texto, que ele voltou de lesão. Mas, os números e mapa de calor são bem claros ao mostrar que Diego não atua na mesma faixa de campo do ano passado.

      Em relação a carregar a bola, ele faz isso desde sempre, não é algo novo. Ele gosta de girar em cima da marcação e demorar mais a passar. Infelizmente, é algo que é do jogador, e nesta altura do campeonato, acho difícil de ser mudado

      • Sobre carregar a bola, vejo muita relação também com o posicionamento do time. Inúmeras vezes reparo que ele recebe e não tem pra quem passar. E não só ele. Quando há aproximação em geral surgem tabelas e triangulações, criando lances de perigo. O próprio Diego busca isso, principalmente no terço final do campo. Há que se considerar também que carregar pode ser um recurso necessário em certos momentos, para esperar o time se compactar ou levar a equipe à frente. Tudo depende da circunstância. É bom frisar esses pontos senão acabamos reproduzindo ideias sem nenhuma análise.

        Em tempo, parabéns pelo texto, muito bem escrito!

        • Perfeita análise sobre segurar a bola. Valeu pela leitura e elogio. Se puder compartilhar com seus amigos, será ótimo! Abraços

    • A coluna mostra a relação entre as duas coisas. O jogador volta mais, se desgasta mais, consequentemente chega menos na área e também menos inteiro do que no ano passado, quando não precisava voltar tanto. Poder de decisão/finalização também depende de condição física.

  • Vendo os comentários a respeito do texto, acho que ninguém entendeu… foi um crítica ao planejamento… qd, em ma fase, o Arao saiu, perdemos o único volante que tem capacidade de chegar à frente… qd o técnico opta por MA, ele está deixando claro que este é melhor marcador do que o Cuellar… Ronaldo ou Rómulo poderiam ser testados na posição… mas, pra mim, fica claro que os últimos gols tomados foram culpa do Cuellar que é péssimo marcador e era quem estava fazendo o primeiro volante…

    • Newton, acho que você não entendeu. Em termos de números, mostrei que Cuéllar é melhor que Márcio. Mas, com uma vantagem ligeira. Acho que a escolha do primeiro volante pode ser pessoal, como o Zé tem feito. O problema mesmo é não ter ninguém para fazer a do Arão. Tanto o brasileiro, quanto o colombiano, não sabem chegar ao ataque, e mostrei isso. Abraços

      • Ratificando, ja que tinha comentado com outra conta: Eu falei sério, amigo. Sua análise foi perfeita. Espero que o Arão volte bem e que o Zé não o engesse novamente lá atrás, como fez no início desse ano.
        SRN.

  • Eu sou a favor da saída do Zé Paneleiro, mas peraí também, se alguém tem culpa nesse caso é o Arão e não o técnico.

    Ele tirou porque tinha que tirar, o Arão tava em péssima fase, e se não colocou outro com as mesmas características é porque não tem mesmo no elenco.

    • Fala, Almir! Não achei que o texto isentou o Arão, apenas procurou mostrar a influência do mal momento vivido por ele e da falta de planejamento, por não terem trazido outro jogador com as mesmas características. A crítica feita ao Zé é por não ter mudado o esquema, de maneira a compensar a saída do Arao do time, já que não havia outra opção com o mesmo perfil. Nesse caso cabe questionar também por que o Cuellar foi colocado de primeiro volante, dando mais liberdade ao Márcio Araújo, sendo que e o colombiano tem mais qualidade pra jogar mais avançado.

      SRN

  • Pode ser mesmo que o acréscimo da função de voltar pra marcar esteja desgastando o Diego. Mas pode-se acrescentar que desde que voltou de contusão o jogador tem feito poucas atuações boas como fazia com frequência antes. A queda de rendimento visível do nosso camisa 5 também prejudicou muito o time, pois era um jogador muito importante e único na temporada passada.
    Vários fatos como esses tem acontecido no Flamengo, pode ser falta de planejamento misturado com falta de sorte, pois são fatos que ninguém podia prever. Espero que o ZR consiga perceber todos esses problemas e que consiga extrair o melhor dos jogadores.

    • Foi justamente o ponto que quis levantar. Quer dizer que é tudo culpa do Zè? Não, nem um pouco. Mas, há uma parcela significativa. Ele deveria pensar em alguma fórmula melhor, até por ser um treinador que adequa o jogador ao esquema e não ao contrário

          • A diretriz em questão tem como uma das finalidades facilitar a transição dos jogadores de base para o profissional, sem os percalços de adaptação e continuidade os quais já conhecemos, o que não quer dizer necessariamente que somos “obrigado” a utilizar a base (ainda que ela seja necessária)… &;-D

  • Texto realista .
    Essa eh a pura verdade maior prova disso foi o segundo tempo contra o Corinthians .
    Pra mim a dupla titular teria que ser cuellar e arao o banco já fez bem pro nosso volante .
    E o Diego está praticamente sendo um volante justamente pelo fato da bola nao chegar nem o Márcio nem o cuellar tem essa característica de criação ! Dura realidade

      • Eh isso aí meu amigo,coluna muito bem escrita com fatos reais nao esta dando apenas uma opinião mas está mostrando com números e fatos a realidade,só não vê quem apenas assiste jogo e não analisa tática e padrão de jogo.
        O ze não eh um técnico ruim mais a falta de experiência esta limitando a visão dele,falta alguém pra orientar ele como o Tite fez com o carrille.
        Ele está preso a um esquema só e isso prejudica o grupo todo.

        • Sim, já defendi muito o Zé, mas tenho perdido a paciência com o tempo. Se puder compartilhar com os amigos, será ótimo! Abraços!

        • Reconheço que a falta de experiência do Zé Ricardo tenha mostrado as suas limitações. Mas quanto a questão do esquema tático, lembre-se de que há um trabalho da direção em consolidar um “jeito único de jogar desde a base até o profissional”. Portanto, considero até como mérito ele conseguir reagir “preso” ao esquema tático previamente imposto… &;-D

          • Não dá para jogar engessado. E outra, esta história da base não se confirma. Quais jogadores tem tido oportunidade? Não adianta querer seguir um modelo, se quando os jovens foram promovidos não conseguirão jogar.

            Se deseja manter o mesmo esquema tático e a mesma forma de jogar, que contrate jogador com estas características, e não tente queimar alguns mudando-os de função.

            Abraços

          • “Se deseja manter o mesmo esquema tático e a mesma forma de jogar, que contrate jogador com estas características, e não tente queimar alguns mudando-os de função.” — Isso! &;-D

  • Fortes argumentos, baseados em dados e estatisticas. Muito melhor que outros colunistas que só apresentam opiniões e análises subjetivas. Está claro a queda de produção do time, com a inexplicavel titularidade de MA, e que o mesmo está sobrecarregando o Diego.

  • Zé panela e mito Araújo estão matando o futebol do Diego… E ainda tem uns malucos aí querendo botar a pontuação baixa na conta do Diego,o cara já está desgastado com esse esquema(esquema?)merda!

  • Problemas: culpa do ZR. Soluções: Merito dos jogadores.

    Tenho que bater palma pros “analistas” que se proliferam na internet. Todos sábios e conhecedores da verdade absoluta.

    Obs: texto bacana, com dados estatísticos, mas que falha no mais do mesmo: relação causa-efeito inexistente ou de dificil comprovação.

    Abs

    • Não consigo entender onde está minha falha. Não acho que a mudança de posicionamento do Diego, comprovada pelo mapa de calor e dados sobre passes, finalizações, gols e assistências, não tem nada a ver com o posicionamento? Não sei se entendeu, mas eu exalto o treinador na campanha de 2016, que conseguiu encontrar um posicionamento para o Diego.

      Bom, espero que me mostre onde está a falha na “relação causa-efeito inexistente ou de difícil comprovação”. Até porque, futebol não é ciência exata. Pq se fosse, não teria motivos para discordarmos.

      Abraços

      • Vc ja respondeu sua propria pergunta. Futebol não é ciência exata, logo nao da pra condicionar resultados de decisões/opções a apenas elas em si, e sim a diversos fatores entre eles o acaso. Diego teve a chance de ser decisivo nos ultimos jogos, se assim o fosse, teriamos esse post aqui hj? Acredito que não.

        • O texto não foi motivado por conta dos gols perdidos do Diego. Ele foi escrito hoje, porque o Zé deve colocar o Arão na partida. Se ele for bem, como espero/acredito/rezo/torço, não faria sentido falar sobre.

          Diego está com problemas há muito tempo.

          Futebol não é uma ciência exata, e por isso podemos destacar algumas coisas. Se você acha que o problema de posicionamento do camisa 35 em campo não tem relação com o momento que ele passa, tudo bem, aceito. Só esperava mais argumentos do que esse, uma vez que me baseio em números e mapas de calor, que são os dados mais imparciais que posso encontrar.

          Abraços

          • Minha crítica ao texto eh ser conclusivo, de que as caracteristicas e posicionamento dos volantes são as variáveis determinantes para o rendimento do Diego, e a escolha do título como “Teimosia de ZR” demonstra que você decidiu tirar conclusões do texto. Minha crítica é apenas essa. Você fez um levantamento legal de dados, fez um texto 1000x melhor que os outros que rolam na coluna, mas na minha opinião, não podemos concluir muita coisa, apenas especular. Abs.

          • Para mim, este é o principal motivo para a queda do Diego. É o que dá para fazermos, sem precisar usar argumentos subjetivos, difíceis de serem expostos. Particularmente, prefiro falar sobre aquilo que tenho como demonstrar com números ou imagens.

            Como é um texto opinativo, deixo a minha conclusão, não só no título, mas ao longo do texto. Enfim, valeu pelas críticas, foram construtivas.

            Abraços

    • Cara a culpa é do zeca panela e do mAestro..
      Em um simples jogo de amigos quando a bola não chega,vc vai la atras buscar a bola,pq vc quer participar e brincadeira.

      Agora imagina um jogo oficial.

      MAestro- esconde,pega a bola e toca pro lado,e ai o Diego fica fica atoa esperando a bola e nada.
      Veja quando cuellar pega a bola,ele ha procura o Diego,er7.

      Parem com essa cegeira em amar o Zeca panela é achar que o maestro faz alguma coisa em.campo

    • Esse é o problema, na verdade grande parte da torcida prefere o Cuellar, mas o fato é que o colombiano não consegue desenvolver bem o papel de primeiro volante, haja vista, nos mapas, vc vê o segundo volante chegando mais próximo da área defensiva do que o primeiro, ou seja, quem deveria dar apoio ao meio, tem que voltar. OBS. Gostaria de ver o Cuellar de segundo volante e o Arao ou o Rômulo de primeiro.

      • Na verdade, Agnaldo, é o contrário. Cuéllar pode fazer o papel de segundo volante, mas também não tem aptidão, apesar de ter números ofensivos melhores que o de Márcio Araújo.

        Os dois podem subir ao ataque, mas, normalmente, quem faz este papel, é Márcio Araújo. E aí, sabemos o que tem acontecido.

        Abraços

  • O que acontece é que o técnico prendeu o Cuellar pra deixar o caramujo livre fazendo mer…, digo, fazendo a transição e chegando na frente o que obviamente deu em nada. Com isso Diego teve que voltar mais ainda pra fazer o que o crak da 8 não faz: marcar e sair com a bola.

    Pode ver que desde que o Zé colocou o MA de segundo volante Diego ficou sobrecarregado, porque não tem ninguém ali no meio pra dialogar já que Cuellar fica amarrado pelo esquema do estagiário.

    • vc resumiu em um simples texto o que está acontecendo!!
      Coisa de maluco isso né… sai Arão (2° volante) e entra Cuellar (colocado na função de 1°) e MA vai pra 2°… Arão volta com 2° e MA vai para 1° volante…. q coisa doida!
      Nosso técnico não é normal… to pedindo perdão até agora, por ter apoiado ele no início!

      • Tentando entender o ZeRicardo ‘mesmo que não seja fácil’:

        CUELLAR é primeiro volante….CHEGOU a ser titular, porem, o eterno MARCIOARAÚJO, voltou na primeira oscilação que o colombiano teve.
        Nessa época o ARÃO era intocável, sempre titular, porém depois caiu muito, e o RÔMULO, que também havia sido testado, apresentou baixo rendimento físico, o eterno MARCIOARAÚJO voltou de novo.
        Quando foi pressionado por todos, a sacar o ARÃO, não confiava no MANCUELLO, pois não tem poder de marcação, e colocou o CUELLAR, improvisado de segundo.

        O que deveria ser o certo, aproveitar a sequência do CUELLAR, voltar com ele pra primeiro volante ( SACAR O MARCIO ETERNO ARAÚJO ), e promover a volta do ARÃO.

  • A culpa por Diego ter perdido o penalti, a culpa por diego ter perdido um gol feito, a culpa por guerreiro ter perdido um gol feito, a culpa por Juan perder um gol feito, a culpa pelos juizes do jogo contra o Palmeiras e contra o Santos ter anulado gols legais do Flamengo e até a culpa pelo Brasil esta a fundado em corrupção Tambem é de Zé Ricardo??????????????????????????

    • Calma Ricardete, o Zé Ricardo pode não ser o unico culpado pela queda de rendimento do Diego, mas é o maior culpado do time está jogando tão mal. Esse aprendiz de treinador conseguiu fazer sermos eliminados da Copa Liberdadores e fez de tudo para sermos eliminados pelo Santos na Copa do Brasil.

      • Acho que vocês não tiveram aula de interpretação de texto suficientes na escola. Falam de coisas que nem são citadas no texto.

        Abraços

    • Caro Zezé, obrigado pela leitura!

      Em nenhum momento do texto, disse que os problemas de posicionamento e desgaste do Diego foram os motivos dele ter perdido os gols. Tanto que nem os cito no texto.

      Uma coisa não tem nada haver com a outra.

      Abraços

      • Vcs que são contra o Zé Ricardo, Respondam: se tirar Zé Ricardo traz quem?
        Tambem não concordo com tudo que Zé Ricardo faz, mas nunca concordei com tecnico nenhum,portanto acho que devemos apoias e quem sabe alguem pode ajudar em alguns ajustes.

  • Ainda continuo achando que a queda de rendimento também deve-se aos laterais, Trauco e Para estão sumindo do jogo, além de estarem deixando uma avenida cada em suas costas

    • A “avenida” (do lado esquerdo) sempre existiu. O problema é que com o deslocamento do M. Araújo como 2o. volante (a qual detestei), ela ficou mais exposta do que antes… &;-D

    • Fala Agnaldo! Obrigado pela leitura, se puder compartilhar com os amigos, seria ótimo.

      As laterais, de fato, são outro problema. Trauco tem dificuldades de manter posição. As vezes, afunila para o meio, deixando tudo aberto. Pará, na direita, tem subido bem, mas deixando uma fragilidade defensiva.

      O problema é que nossos laterais reservas também não passam confiança. Com Renê, ganhamos em defesa, mas perdemos em subida, e o Éverton precisa de alguém para “dobrar” com ele pela ponta. Na direita, Rodinei é uma “montanha russa”, cheio de altos e baixos.

      Alguns propõem colocar o Éverton como lateral esquerdo. Confesso que reluto tal ideia, pelo fato do atacante estar muito bem na frente.

      SRN

      Abraços

  • Concordo Matheus. Várias vezes repeti isso nas conversas com amigos, sobre o quanto Diego vem se desgastando tendo que vir ajudar na saída de bola. É nítido que nosso treinador não tem capacidade para variar a equipe ou arrumar uma solução efetiva diante dos problemas recorrentes no meio da temporada.

    • Fala Luiz!

      Obrigado pela moral, se puder compartilhar com os amigos seria ótimo.

      Mas, este é um problema (outro) do Zé. Ele tem que adequar os jogadores ao esquema que se sente mais confortável para dirigir. Nem sempre, vai dar certo! Abraços

  • Entra Arão e sai Arão, entra Cuellar, sai Cuellar, volta Arão e o time não progride porque a laranja podre do VSQ continua contaminando o time com sua ruindade.

    • Essas análises!! Até parece que com o Arão o time tava arrebentando….!
      Apesar de achar que o mesmo merece chance, porém, não antes que o Rômulo!!
      Resumido… o maior problema é o treinador (não sabe ver os defeitos e corrigir) e o camisa 8!!!

      • AMRS, o problema não passa nem tanto pelo ZR. Aliás, depois de uma entrevista do EBM na Foxsports eu entendi que o Zé Ricardo até tem boa vontade de escalar jovens e quer tirar algumas barangas.

        Quem força ele escalar as barangas é o Bandeira. Ele tem seus protegidos.

        Pra se ter uma ideia: Saiu na imprensa que o Avaí tem implorado pro Bandeira liberar o Gabriel pra jogar lá e foi recusado. O argumento é que não temos elenco pra Copa do Brasil. E olha que pras pontas temos Éverton, Berrio, VJ, Thiago Santos, Rodinei, Matheus Sávio e até o Mancuello.

      • Arão mudou o 2 tempo no jogo do coríntians. Saiu o ineficiente, lento e destrambelhado cuellar pra entrada do Arão. Ele estava em má fase. Entrou e ajudou demais o time. Ai no jogo seguinte o mito AMRS colocaria o Rômulo. Ai entende de futebol…kkkkkkk meu Deus!!! Nos defenda!!! Força Zé!!!! Vamos Mengão!!!

  • Achei o testo bem montado, mas não condiz com título na minha opinião. Também não acho que faltou planejamento com relação ao meio, se considerar o que temos. O problema é que na minha opinião não tão correspondendo. Queria vê o Rômulo junto com o arão (ou com o cuellar), o próprio zé disse uma vez que forçou em colocar o Rômulo logo de cara, pois ainda não estava preparado, é isso que eu nao entendo pq não testar o cara agora e outro problema ainda mais sério foi que o arão caiu muito de produçao e tinha que ir pro banco, como foi. Mas a saída do Arão (merecida) prejudicou muito o time, principalmente o próprio Diego. Apesar do cuellar vir bem, não o vejo acrescentando mais que o Arão (no seu melhor futebol). Acho o cuellar bom jogador, mas com o arao bem o flamengo ganha muito mais. E como vc mesmo disse e eu concordo, com a saída do arão o diego caiu de produção, mas independente de qualquer coisa o Diego tem condições de jogar muito, mas muito mais e não pode perder gols (penal) em jogos tão decisivos assim. Critico muito o zé, mas nem tudo tbm é culpa dele! SRN

    • CUELLAR deveria jogar de primeiro volante, que sabe sair jogando, e tem poder de marcação maior do que o Rômulo.
      ARÃO se recuperar o seu futebol deveria ser o segundo volante.
      MANCUELLO, deveria ser testado de segundo volante, posição em que sempre jogou, testaria nos jogos da SUL-AMERICANA e LIGA, se jogar bem, e o ARAO não estiver rendendo, ele ficaria como titular.

    • Faria diferente: manteria o M. Araújo (ou o Rômulo) de 1o. volante, mas alternaria o Cuellar e o W. Arão, de acordo com as necessidades de jogo. Para esta quarta-feira contra o Santos, a titularidade do W. Arão certamente foi feita para que o time possa partir para cima do adversário e tirar as diferenças de ponto que o afastam da 3a. colocação; mas em casos de jogos em que o time possui a vantagem do placar ou em situações de jogo em que seja necessário tomar maiores precauções no sistema defensivo, manteria o Cuellar. Em suma: dá perfeitamente para utilizar os dois jogadores, tirando vantagens daquilo em que eles podem oferecer de melhor! &;-D

    • Caro Lima, obrigado pela leitura!

      Quando digo em “teimosia de Zé”, é porque ele justamente tem um elenco grande nas mãos, mas parece que teme em ser ousado. Apenas Cuellar teve sequência na função do Arão. Mas, os números e os mapas de calor mostram que ele não consegue fazer o papel tático e técnico do camisa 5. Cuéllar tem que ser primeiro volante, foi para isso que foi contratado. Em eventuais partidas, pode até jogar em outra posição, mas o habitual dele é a frente da zaga. Tanto que quem sai mais para o jogo é o Márcio Araújo.

      A mudança no posicionamento do Diego não muda os gols perdidos, mas explicam a queda que ele tem tido. Mostra tudo? Não! Mas, indica um caminho para saber como pode-se recuperar o principal jogador do time!

      SRN

      Abraços

  • Discordo de não ter um jogador com as características do Arão. Mancuello foi destaque da libertadores como segundo volante. Tem uma entrevista do ex técnico dele dizendo que ele é segundo volante. Aqui no Brasil que encasquetaram que ele é meia armador e fudeu tudo (até de ponta direita ele já teve que jogar). Depois vai pra outro clube e arrebenta e ficamos só lamentando.

    • Ele já jogou em todas as posições do meio amigão. Sem essa… mas sempre chove, venta muito no dia, ou então o temer toma o poder. Como o craque mancuello vai jogar bem assim? Não dá né??

        • Contra o sport em 2016. Foi tão mal que não voltou mais. Muricy já disse, depois que viu sua lentidão e falta de recomposição: ele não é volante nem aqui nem na china…

        • FlaxFlu final e Flamengo x U.Catolica no Maracanã, time estava na sequencia com 3 volantes, no FlaxFlu o romulo se machucou no iniciozinho, ele jogou exatamente como “terceiro volante” pela esquerda, foi razoavel no clássico e pessimo na libertadores sendo substituído no intervalo, eu estava in loco nesse jogo… gosto do mancu mas ja foi testado em todas e ter q render mais q so no carioca (2016 e 2017) pra provar seu valor

  • Temos SIM um jogador com as mesmas características que o Arão no elenco: Mancuello. Fazia exatamente essa função de armar e infiltrar no Independiente. Só que assim como erraram na avaliação do ponta esquerda Éderson, pra fazer a função de camisa 10, erraram na avaliação do volante-armador Mancuello, também o escalando pra fazer a função de 10. Acontece que desde que o ZR virou treinador, o argentino vem sendo escalado nas piores roubadas possíveis. Seja esquema errado, sejam partidas que o time tá perdendo ou sendo muito pressionado.
    Não é utilizado em partidas que o time está vencendo ou adversários teoricamente fáceis, pra poder jogar sem a pressão de ter decidir tudo.

    Sobre as partidas que ele fez PESSIMAMENTE na Libertadores, vejam como complica escalar um jogador fora de sua função. Às vezes ele jogava à frente do Guerrero. Se o colocarem pra fazer a saída de bola como 2º ou 3º homem de meio campo, nossa saída de bola e infiltração serão bem mais efetivas.

    SRN

    • Paulo Vinicius Siviero, quando o Flamengo foi contratar o Mancuello toda a imprensa argentina cansou de noticiar que o referido jogador sofria de altos e baixos no seu clube e mesmo assim o Flamengo o contratou.
      O Mancuello já foi testado do meio pra frente em todas as posições possiveis no Flamengo, de 1º volante até ponta esquerda menos centroavante e até hoje nunca se firmou. Portanto, se é por falta de oportunidades esse argentino sem fibra não pode reclamar.
      Se o Adryan tivesse as oportunidades que o Mancuello teve até hoje com certeza não seria necessária a contratação desse jogador enganador.

    • Caro Paulo Vinícius, seu comentário é totalmente pertinente. Acredito que Mancuello poderia ser usado neste time. Mas, não sei se ele aguentaria o pique de ir e voltar. Arão joga quase como um “box-to-box”, ou seja, aquele volante que corre pelas duas grandes áreas. É preciso um bom preparo físico. Não sei se Mancu teria para aguentar, e ainda ter que desarmar. Gostaria de vê-lo mais solto, sem tantas obrigações defensivas.

      Mas, de resto, concordo com tudo, ele foi escalado mal diversas vezes, sendo jogado em várias roubadas, que acabaram queimando-o com a torcida.

      SRN

      Abraços

      • Caro João!

        Em nenhum momento disse que o texto é para defender o Diego de ter perdido os dois gols. Tanto que em nenhum momento citei-os, ou estou errado? Não vamos tirar palavras do texto dos outros.

        Abraços

        • Matheus. Esperava mais de um cara que teve espaço no site. O meu comentário tem cunho irônico. Em relação as críticas ao Zé ricardo. Meu Deus!!!! Socorra-me….

          • João, enquanto não me apresentar argumentos para suas críticas ao meu texto, não iremos desenvolver um diálogo. Sinceramente, jogue as cartas na mesa. Eu estudei, procurei e apontei os dados. Espero que alguém que critique, no mínimo faça o mesmo. Caso contrário, será apenas a crítica pela crítica. Abraços

    • Caro Pepe, você está errado. Se procurar o mapa de calor do Éverton Ribeiro, ele dificilmente tem jogado por dentro. Tem ficado grande parte do jogo aberto pela ponta direita.

      O time abusa de chuveirinhos justamente porque Diego não tem conseguido jogar na faixa que um “camisa 10” atua, que é na intermediária ofensiva. Jogando mais atrás, ele abre mais o jogo para os pontos, por isso, o aumento absurdo no número de cruzamentos na área.

      Tudo tem uma explicação. Não é chororô, até porque, se o Diego estivesse mal por uma questão totalmente técnica, seria o primeiro a pedir ele no banco de reservas. Mas, vejo que há uma questão que ajuda este mal momento do atleta.

  • kkkkkkkkkkkkkk, blogueiro de merda, agora não esta sobre ele o poder de criar, o everton veio pra ajudar, o diego esta bem, vcs estão levantando isso porque ele perdeu o penalti e o gol.

    • Obrigado pela leitura!

      Bom, como disse ao final do texto, gostaria que os comentários fossem feitos sem o uso do tom agressivo ou desrespeitoso. Mas, assim como vc não entendeu bulhufas do texto, não deve saber interpretar esta parte que citei.

      Enfim, sem argumentos, não dá para conversar, e muito menos dialogar como seres humanos.

      Abraços

  • Na minha opinião, Diego e Everton Ribeiro deveriam armar o time pelo meio, com Diego que cadência melhor jogando um pouco mais atrás fazendo a transição e o Everton Ribeiro que tem drible em arrancada jogando ais a frente, mas não impedindo os dois de buscar espaços e as vezes trocar de posição entre eles. O único volante do time, deveria apenas fazer o papel defensivo, protegendo a zaga e passando a bola para os armadores, nada de subidas ao ataque, sendo assim um falso terceiro zagueiro.. Os laterais que atualmente sobem a todo instante, deveriam revezar nas subidas, ex: quando um sobe o outro fica…os pontas devem ser velozes dando opção aos armadores para lançamentos nas costas da defesa.. O ideal seria tbm ter um zagueiro mais veloz no time… SRN

    • Concordo em alguns pontos. O problema de deixar Diego e Éverton Ribeiro juntos na armação, seria mudar o esquema para um 4-1-4-1, com um volante à frente da defesa. Os pontas teriam que voltar bem mais. O time, claramente perderia poder de marcação. Os laterais, como disse, teriam que revezar na subida. Por exemplo, Trauco não poderia sair da posição como faz diversas vezes ao longo da partida.

      Dá para fazer, mas é necessário treinamento. A posição do Zé, neste aspecto é difícil, porque não tem muito tempo para treinar. O ideal é rezar para o Arão voltar a jogar bola. Aí, teremos chances de ganhar títulos neste ano.

      Zé é fiel demais ao que acredita. Ele não vai abrir mão, independente das críticas que venham.

      Abraços

  • concordo. Mas devemos destacar que o Arão caiu de rendimento quando o Zé de forma muito burra começou a exigir que ele atuasse aberto pelos lados. Tá matando também ER ao exigir que ele também jogue aberto. Tá matando não, já matou o Mancuelo quando exigiu que ele jogasse aberto pela esquerda. Insiste na burrice de jogar com 2 volantes quando claramente o adversário se fecha todo atraz, como se tivesse um a menos. Insiste em MA por causa de achar que ele é o melhor no desarme, mas o fla vem tomando gols da mesma forma e sempre o MA só olhando o atacante penetrar nas costas da defesa. Insiste em treinar a defesa pra jogar em linha, a chamada linha burra e os gols tão acontecendo sempre da mesma forma. Resumindo, o FLA TA PERDENDO PONTOS PARA O TREINADOR, QUEM DERROTA O MENGO NOS JOGOS QUE PERDE É O ZÉ BURRICE.

  • Até antes, era favorável à manutenção do Cuellar ao invés do W. Arão, pois o Colombiano protege melhor o sistema defensivo e com as chegadas do Berrio e do Éverton Ribeiro, já não havia tanta necessidade de manter o W. Arão (tanto é que defendia a sua manutenção apenas pela falta de poder ofensivo no lado direito). Mas depois deste excelente artigo, vejo que tenho de rever os meus conceitos. Parabéns! &;-D

  • MA é um volante ultrapassado. Desde os anos 90 esse tipo de volante vem perdendo espaço e hj só técnicos retrógrados utilizam um jogador q somente marcar e na sabe sair para jogar ou dar um passe de mais de 5 metros. MA pode sim ser utilizado em certas circunstâncias, principalmente no 2 tempo quando o time está sob pressão. Oq n pode é ser MA + 10 como o ZR quer

    • Caro Luiz, obrigado pela leitura!

      Márcio Araújo é aquele volante que você, enquanto técnico, manda não passar do meio de campo. Com um volante que faça a função do Arão, ou o próprio camisa 5 no time, o jogo flui, e ninguém vai perceber a presença do camisa 8. O problema é justamente quando a ação ofensiva precisa passar pelos seus pés, aí o jogo trava, e o Diego precisa voltar para ajudar na saída de bola, o que é extremamente desgastante para um atleta de 32 anos.

      Se puder divulgar o texto para os amigos, seria ótimo!

      Abraços

      • Sim Matheus. Diego tem voltado demais para pegar a bola. Inclusive mtas vezes vejo ele atrás da linha dos volantes buscando a bola devido a incompetência deles na saida de bola. Mtos justificam q o técnico “x” ou “y” usa 3 volantes e é um time ofensivo. Mas se esta falando de 3 volantes de nível de seleção q marcam e saem jogando e como vc falou “chegam como elemento surpresa no ataque”. Me desculpe, mas MA é reserva e ponto. Num time q propõe o jogo aos adversários é ilógico ter um jogador q n ataca que atrasa os contra ataque. Pois se vc tem mais de 60% de posse de bola, isso quer dizer em mais de 60% do jogo ele é nulo. Pior só atrapalha na armação das jogas, por ele nunca, repito NUNCA irá criar uma triangulação, uma infiltração ou uma enfiada de bola

        • Tem razão na análise através dos dados de posse de bola. Mas, confesso que neste aspecto sou um pouco conservador. Quando tem um time com muitas características ofensivas, é bom ter aquele cara apenas para marcar. Óbvio que prefiro o Cuéllar ao Márcio Araújo. Mas, independente de quem seja, gostaria dele posicionado para dar o bote na hora de um eventual contra-ataque.

          Abraços

          • MA n é de td ruim. Mas n pode ser titula absoluto. A questão n é ele e sim o Zé Ricardo. Ele n tá perdido, n sabe oq fazer ou quer provar a td custo q o time sabe jogar c 1 a menos no ataque. Esse custo vai ser o cargo dele. Pior, oq eu to vendo é o EBM seguindo o mesmo rumo.

  • Poe Arão e Cuellar como titular.
    Deixa Macio Araújo de fora.
    Márcio Araújo so toca a bola para trás e enrolado o tempo todo ai jogo não fluir..

  • Deixa eu te falar…Talvez eu tenha percebido errado…ou vc! Qdo a dupla eh o INÚTIL e o Cuellar, o IMPRESTÁVEL fica de segundo volante e o colombiano de primeiro…Quando a dupla é o INÚTIL e o Arão, o mau caráter do técnico, inverte…e coloca o ESTRUME de primeiro volante e o Arão de segundo…
    Por essa inversão na posição do LIXO, que a transição do meio para o ataque melhora. No último jogo eu vi e contei, por três vezes, o Diego veio buscar a bola do pé do zagueiro, atrás da linha do meio campo…enquanto o INOPERANTE estava à frente da linha da meia…Então…Quem mata o Diego é o FDP que escala O BOSTA, independente, de qual seja o time.

    • Kkkkkkkkkk eu tenho a impressão que vc não gosta do Márcio Araújo. Falando sério é isso mesmo que vc disse. Márcio Araújo estava subindo ao ataque, sei lá por qual motivo, e o cuellar lá trás. Enquanto isso o Diego sofre ali no meio pra receber uma bola.

      • Realmente não gosto dele…mas odeio quem o escala. Sinceramente, mesmo que eu não tivesse visto o Ronaldo jogar, não é possível que ele seja pior do que o BOSTA! Se algum jogador da base for pior do que ele, manda embora “já” pq não tem futuro algum jogando bola.

    • Caro Rique, não acho que seja apenas o Márcio Araújo o culpado. Ano passado ele jogava e Diego e Arão conseguiam render muito mais.

      Com um volante que ajude o Diego na saída de bola, e entregue a bola para ele na intermediária ofensiva, Zé pode manter quem ele quiser como primeiro volante. Desde que deixe claro que não há necessidade do mesmo ir ao ataque. Os números defensivos de M.A e Cuéllar são os mesmos. Se pegar o do Rômulo, também não fica muito distante.

      Abraços

      • Exato…só que o mau caráter do técnico não coloca o INÚTIL de primeiro volante com o Cuellar de segundo. O IMPRESTÁVEL não soma quando tá de segundo e muito menos quando está de primeiro.
        Aí, quando coloca o Arão em campo, com o LIXO de primeiro, o ataque melhora…óbvio!!! Pq antes da mudança, quem fazia a função da transição era o ESTRUME. Não tem como não melhorar o passe e aliviar o Diego quando quem leva a bola eh qualquer um q não o LIXO.
        Por isso disse que quem sacrifica o Diego eh o FDP que escala O INÚTIL. Veja o vídeo dos melhores momentos do INOMINÁVEL e repare q ele não soma em absolutamente nada.

      • E mais…TODOS sabem que ele não serve pra nada. Repare…os times NÃO marcam mais o INÚTIL! Pq ele eh o famoso “a natureza marca”…sobrando assim um cara a mais pra marcar o Diego.

  • Esse fato é lógico pra mim, quem acha que cuellar é melhor que Arão deveria ler este texto. Primeiro pq jogam de maneira diferente, segundo que é nítido que o Arão faz parte do time do volante moderno que chegam ao ataque e armam jogadas, liberando mais o meio de campo. Cuéllar é bom jogador porém faz o papel do Márcio Araújo (1 volante). Houve uma momento eufórico qdo ele fez aquele gol de fora da área, aproveitando o mal momento do Arão, mas não é um jogador que faz essa função.

  • Matheus Brum, exatamente o comentário que fiz ontem. Veja ABAIXO:

    “Discordo completamente. A torcida não consegue enxergar que Diego vem sendo prjudicado desde que Arão saiu do time, pois tem que voltar demasiadamente para buscar a bola e fazer a saída para o campo de ataque. Quando Arão está em campo, Diego se adianta um pouco mais e recebe, geralmente, a segunda bola, mais perto dos atacantes e, com isso, seu rendimento sobe. Ele é nosso craque, nosso melhor jogador e precisa ser montado um esquema que o poupe de desgaste desnecessário. Vale lembrar que ele não é mais um garoto e a sequência de jogos no Brasil é pesada. O gol perdido é típico de quem chega com as pernas cansadas, já no fim do jogo, e perde a precisão do arremate. Quem está acostumado a jogar futebol sabe o que estou falando.”

  • A culpa por Diego ter perdido o penalti,
    a culpa por diego ter perdido um gol feito, a culpa por guerreiro ter
    perdido um gol feito, a culpa por Juan perder um gol feito, a culpa
    pelos juizes do jogo contra o Palmeiras e contra o Santos ter anulado
    gols legais do Flamengo e até a culpa pelo Brasil esta afundado em
    corrupção Tambem é de Zé Ricardo??????????????????????????

  • Diego Alves
    Éverton
    Rever
    Rodolfo
    Para/rodinei
    Cuellar
    Berrio
    Éverton Ribeiro
    Diego
    Vinicius Júnior
    Guerreiro
    4141……………………………………………………………..
    Diego Alves
    Éverton
    Rever
    Rodolfo
    Para/rodinei
    Cuellar
    Ronaldo
    Diego
    Éverton Ribeiro
    Berrio/Vinícius Júnior
    Guerreiro
    4231……………………………………………………….
    Tantas opções…. há se tivéssemos um técnico com uma cabeça aberta em vez desse tapado….que sonho ver essas escalações …que pena com um elenco como esse se contentar com um jogador medíocre como o Márcio Araújo… técnico ridículo !!!!

  • Um dos melhores textos de Coluna do Torcedor que tive o privilégio de ler. Pelo fato de MA ser nulo ofensivamente e de Cuellar não ter a mesma qualidade de Arão (mesmo que o colombiano seja bom), Diego sempre é obrigado a voltar à defesa para iniciar a armação de jogo.

    A mesma coisa se percebe com Everton Ribeiro.Por conta da pesada obrigação defensiva em marcar os laterais adversários, ele não chega com tanto fôlego no ataque também. No Cruzeiro ele tinha bem mais liberdade, seja pela qualidade do lateral (Mayke) ou do volante (Lucas Silva) em cobrí-lo bem.

    Rômulo poderia ser esse substituto do Arão, pois também consegue fazer boas infiltrações (jogava assim no Bacalhau FC quando o Nilton era primeiro volante). Porém, ele ainda não apresenta a forma física ideal há anos, deixando a desejar em campo.Espero que ele recupere isso e que o planejamento dele vir não tenha sido em vão (caso diferente do fraquíssimo Mancuello).

    Caso não renovem com Márcio Araújo, seria interessante o Flamengo buscar no futebol brasileiro algum volante que tenha características parecidas com as do Arão. Creio que Renê Júnior seria um ótimo nome. Já marcou três gols no campeonato brasileiro, participa bem das jogadas ofensivas da equipe e fez 42 roubadas de bola.

    OBS: O mesmo caso do Arão se aplica ao nosso querido Everton Cardoso. Quando os dois estão bem, ninguém segura!

  • Matheus,

    Legal a compilação dos dados mas, se você me permitir, eu queria adicionar alguns temperos aos dados para ler uma nova reflexão sua sobre o tema. Peço desculpas de antemão se os itens ficarem um pouco fora de ordem ou com algum conteúdo que pudesse ser condensado em um único item.

    – De uma forma geral, os mapas de calor deveriam ser categorizados por como o jogo se desenvolveu. Exemplo: Flamengo x Grêmio foi praticamente ataque contra defesa então é natural que toda a dinâmica do jogo fique adiantada e compactada.

    – Você teria mais gráficos de jogos do segundo turno do ano passado de forma a que pudesse embasar a tese de que o Diego não voltava tanto para fazer a saída de bola?

    1. Quando comparamos 2016 e 2017 temos de levar em conta que em 2016 o Diego foi uma “novidade” no segundo semestre. Mas essa novidade também ficou manjada na reta final do campeonato. Só não consigo mensurar, ou chutar, o quanto o esquema estava manjado e o quanto o desgaste físico pesou.

    2. Em 2017 o planejamento falha muito mais por não se ter esgotado o conhecimento que a base poderia proporcionar do que ter um reserva para o Arão. Veja que para a reserva do Arão tínhamos dois gringos que não temos um consenso em relação à suas posições: Cuellar e Mancuello.
    Optou-se por testar o Mancuello fazendo as vezes de ponta enquanto não definia a real situação do Cirino (outra falha no nosso planejamento do ano). Pode-se até argumentar que tinham pensado 2017 seria o ano Thiago Santos.

    Voltando novamente ao planejamento, se o Thiago Santos não se contunde seriamente, onde seria testado o Mancuello? De 10? De 8? De 11?

    Então se acabou o ano e não se pensou em como se utilizar/testar as peças do elenco.

    3. Ninguém poderia que em 2017 teríamos as péssimas fases do Arão (espero que tenha acabado) e do Muralha. Então não vejo maiores críticas responsáveis em relação a essas situações. Mas a última frase que coloquei no item 2 reforça que não houve um pensar maior sobre o elenco.

    4. Em 2017 temos a chegada do ER7. O esquema do ponta não comporta a mobilidade que ele tem e o Flamengo acaba muitas vezes embolando o posicionamento. Estou descontando toda a questão da necessidade dos jogadores se conhecerem dentro de campo, saberem de suas preferências de bola, etc,etc. Tudo o que você citou sobre o Diego se aplica ao ER7 pois ele tem feito muitas vezes a primeira saída de bola. Aliás, o gráfico de calor em conjunto com o acerto de passes não vai te mostrar se o MA faz o primeiro passe para frente ou se eram os zagueiros que acabavam fazendo o primeiro passe “efetivo”.

    5, Hoje ainda temos o Geuvânio que também gosta de flutuar no ataque e o máximo que vemos é aquela coisa que considero bem juvenil que é a troca de lado onde o da esquerda vai para a direita e o da direita para a esquerda. Então não existe a questão de conseguir envolver realmente o adversário.

    6. O Berrio não foi corretamente avaliado pelo DM e Fisiológico do Flamengo. Isso fez com que ele tivesse aquelas atuações bem irregulares nas primeiras partidas e que culminou com uma lesão muscular. Agora, com a devida preparação física, ele tem mostrado com consistência, ainda que não esteja com fôlego para 90 minutos, a sua utilidade para o time.

    7. Se o time estivesse mais entrosado, o Guerrero sairia mais da área para abrir o espaço para o avanço do elemento surpresa que poderia ser Diego, Everton, ER7 ou o volante que se projetasse.

    8. O Flamengo paga um preço por ter feito suas maiores contratações (tanto em qualidade como em quantidade) no meio do ano. Entendo também que salvo alguma oportunidade de negócio excepcional, isso não deverá ocorrer no meio do ano que vem.

    Enfim, fico no aguardo se possível dos seus contra pontos.

    Um Abraço,
    SRN

  • Oração do Vestiário Rubro Negro…

    PAI NOSSO QUE ESTAIS NA ILHA
    SANTIFICADO SEJA O NOSSO MANTO
    VENHA A NÓS ESSES 3 PONTOS
    E SEJA FEITA UMA MITADA
    ASSIM NO CAMPO
    COMO NO CARTOLA
    O GOL NOSSO DESEJO HOJE
    TOCANDO MERENGUE COM MUITAS ASSISTÊNCIAS
    E NÃO NOS DEIXEIS SAIR NO EMPATE
    MAS CASO ACONTEÇA…
    A CULPA É DO ZÉ !!!
    AMÉM.

  • Isso é óbvio demais e fica escancarado,diego não é mais um jovem de 22 anos e ter que voltar pra armar a jogada é ridículo. Como um cara com a alcunha de estudioso não vê o óbvio? Marcio deve comer seu rabo no seco e rolar bjo na boca,é muita proteção pra pouco talento.

  • Podem colocar o jogo de ontem na estatística. O Diego já apresenta indícios de insatisfação. Ontem era para tirar a merda do Caramujo e colocar o Berrio, mas a anta não enxerga isso.

  • DIEGO vem mostrando ser um volante, Arão tira a liberdade dele, por isso caiu de rendimento, MA E ZRUELA precisam vazar urgente ou ficaremos no meio da tabela, dos 3 que estavam a nossa frente o Flamengo perdeu 2 e empatou uma! Quer ser campeão assim!

  • Criação de sites e aplicativos para celular