Juca Kfouri: “Flamengo x Cruzeiro: que final!”

Jogos decisivos são, por definição, tensos.

Os no Maracanã e no Mineirão não fugiram à regra.

Com uma diferença: no Rio quase não houve futebol no primeiro tempo e em Minas até que houve, embora gol que é bom não tenha acontecido em lugar algum.

O Botafogo quase fez com Guilherme, que errou a cabeçada livre logo no começo do jogo.

O Flamengo só respondeu bem mais tarde, com um chute de Guerrero que Gatito Fernandez defendeu.

Também o Grêmio teve com Barrios uma chance de ouro, mas Fábio interveio.

A resposta do Cruzeiro também demorou com um chute de Thiago Neves que passou rente ao travessão.

O Cruzeiro fazia faltas em rodízio em Luan, bem ao estilo gaúcho de… Mano Menezes.

O Grêmio jogava futebol.

Para o segundo tempo, Raniel substituiu Élber em Belo Horizonte e o Cruzeiro foi para cima.

O Flamengo também foi e Willian Arão tirou tinta da trave….

O Cruzeiro se deu bem aos 7, com Hudson cabeceando escanteio, cobrado por Thiago Neves, para fazer 1 a 0 e empatar a decisão.

Aí, Renato Portaluppi tirou Barrios e pôs Everton no jogo.

Aos 10 minutos, em ambos os palcos, a decisão estava indo para a marca de pênalti.

Aos 12, o botafoguense Marcelo cortou com a mão um chute de Guerrero e o assoprador de apito não marcou.

Mas, a Globo não ajuda o Flamengo sempre?!

O Cruzeiro empurrava o Grêmio para dentro da área e se aproximava do segundo gol.

Os dois jogos seguiam tensos, mas com futebol bem melhor que nos primeiros tempos e com clara superioridade dos mineiros e dos rubro-negros.

Aos 25, quando Vinicius Júnior se preparava para entrar, Berrío, que saiu em seguida, deu um drible da vaca de calcanhar em Vitor Luís e deu para Diego marcar um golaço: 1 a 0.

De Arrascaeta entrou no lugar de Alisson no Cruzeiro e a bola rondava o gol gaúcho.

Jair Ventura colocou Leandrinho e tirou Matheus Fernandes.

Reinaldo Rueda trocou Réver, machucado, por Rafael Vaz, diante de mais de 53 mil torcedores.

Gilson e Vinícius Tanque entraram aos 38 no Botafogo, e Guilherme e Lindoso saíram, e Rafael Sóbis substituiu Hudson no Cruzeiro, aos 40.

Guerrero jogava no sacrifício, como seu nome.

No Mineirão, pênaltis, embora o Cruzeiro tivesse feito por merecer mais.

Rômulo entrou no fim no lugar de Everton, no Mengo.

No Maracanã, com inteira justiça, Flamengo na final em busca do tetracampeonato da Copa do Brasil.

Contra o Grêmio que quer o hexa ou contra o Cruzeiro que deseja o penta, diante de mais 55 mil torcedores?


Veja mais:


Fernandinho fez 1 a 0 para o Grêmio.

Rafael Sóbis empatou.

Edílson bateu na trave!

Robinho bateu para Marcelo Grohe pegar brilhantemente!!

Everton bateu no travessão!!!

Murilo bateu para nova defesa de Grohe!!!!

Arthur fez 2 a 1 para o Grêmio com muita categoria.

Raniel empatou 2 a 2, friamente.

Luan bateu e Fábio defendeu com a perna!!!!!

Thiago Neves classificou o Cruzeiro!!!!!!

Fonte: Blog Juca | Uol

Veja também

  • O mauro beting postou um texto sensacional no blog dele, vale a pena ler tbm

  • Mas aposto que pra imprensa a final seria Grêmio x Botafogo.

  • Quero jogar o segundo jogo em casa …

  • Senti sua falta na mesa ontem Juca.

  • Revanche!

Comentários não são permitidos.