PVC: “Marinho admite queima de etapas e intensivão para ter árbitro de video”

Depois de ter dito a este blog às 9h30 da manhã que não tinha segurança para adotar o árbitro de vídeo neste ano e nem no ano que vem, o presidente da comissão de arbitragem da CBF, Marcos Marinho, admitiu que foi decisão de Marco Polo del Nero aplicar o mais rapidamente possível a arbitragem eletrônica.

”Muita coisa mudou desde a nossa conversa da manhã”, afirmou ao vivo no programa Boa Noite FOX.

A frase mais impactante e que demonstra a preocupação com a aplicação do vídeo foi outra: ”Vamos ter que queimar etapas e fazer um intensivão para aplicar o árbitro de vídeo.”

Não está definida a rodada em que se iniciará a experiência nem o número de partidas ”Se tivermos dificuldade em algum estádio, podemos fazer em dois, três jogos.”


Veja mais:


A adoção da arbitragem eletrônica nao é apenas necessária. É indispensável. Mas a promessa era adotar na primeira rodada de 2017. Depois, no segundo turno. A adoção atropelada pode causar estragos e dar a impressão de que o árbitro de vídeo não funciona.

Está funcionando na Alemanha onde houve dois lances resolvidos em 15 e 17 segundos em Borussia Dortmund x Colônia.

Fonte: Blog do PVC | Uol

Veja também