Gustavo Henrique explica estratégia do Flamengo e garante: “O adversário sente, diminui a confiança”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Na última segunda-feira (01), o Flamengo venceu o Sport por 3 a 0 e se manteve firme na briga pelo título nacional. O triunfo foi de suma importância, visto que o líder, Internacional, não poderia abrir mais vantagem nessa fase da competição. Após o duelo, a FlaTV gravou o quadro ‘Resenha do Craque’ com o zagueiro Gustavo Henrique, que vem de boas atuações. Na entrevista, o camisa 2 exaltou a qualidade de seus companheiros e explicou o quanto a pressão faz a diferença nos adversários.

A gente procura trabalhar bem a bola, rápido. O Gerson achou um grande passe, e teve a qualidade do Arrasca para encontrar o Gabriel de primeira, que teve a tranquilidade. Mas mesmo com esse primeiro gol, a gente continuou pressionando, porque não poderíamos vacilar em nenhum momento. É importante continuar (pressionando). O adversário sente. A confiança do adversário diminui, e é o que a gente quer, introduzir nosso futebol e tentar buscar a vitória. 

Por certo, como mencionado, Gustavo Henrique vem de boa fase na zaga rubro-negra. Desde que o começou a atuar ao lado de Willian Arão, o zagueiro demonstrou mais confiança na saída de bola. Além disso, por sua altura, tem ganhado todas as disputas aéreas, seja no ataque ou na defesa. No entanto, o camisa 2 pode ficar de fora da reta final do Brasileirão, por conta de um julgamento do STJD. Caso seja punido pela expulsão diante do Botafogo, ainda em 2020, o atleta vira um problema para Ceni.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Com muitas dúvidas e sem definir o time titular, o técnico Rogério Ceni mantém a preparação visando o duelo contra o Vasco. O clássico carioca acontecerá nesta quinta-feira (04), às 21h (horário de Brasília), no Maracanã. A partida contará com exibição do Premiere FC, mas o Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, no YouTube. Vale lembrar que, no primeiro turno, o Mengo venceu o rival por 2 a 1, em São Januário.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Só a imprensa para dizer que o Gustavo Henrique se firmou na defesa. Quem joga bola ou ja jogou bola sabe o termo “tempo de bola” e “precisão no passe”. Se este jogador pegar um atacante adversário, não precisa ser rápido, mas malandro, vai saí na frente do gol do goleiro do Fla. Quando Felipe Luís chega na altura do meio campo e atrasa a bola para o referido beque é uma dor no coração do torcedor rubro negro. O título deste relato deveria ser chamar: Pronto para entregar.