Flamengo volta atrás e desiste de Volta Redonda para próximos jogos como mandante

FOTO: DIVULGAÇÃO / VOLTA REDONDA

Para preservar o gramado do Maracanã, o Flamengo tinha a intenção de levar os jogos como mandante do mês de junho para o Mané Garrincha, em Brasília. Contudo, após a Conmebol oficializar a Copa América no Brasil, o Rubro-Negro tivera que procurar outro palco. Até então, os dirigentes haviam escolhido o Raulino de Oliveira, mas voltaram atrás.

O Flamengo chegou a abrir negociação com a Prefeitura de Volta Redonda. Entretanto, o Rubro-Negro mudou de ideia e descartou o Estádio Raulino de Oliveira. O clube carioca já avisou à administração do munícipio da desistência de atuar no local nos dias 13 e 16 deste mês, contra América-MG e Coritiba, respectivamente. As informações foram divulgadas primeiramente pelo jornalista Venê Casagrande, do O Dia.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Vale frisar, no entanto, o fato de o perfil oficial do Maracanã, através das redes sociais, ter comunicado sobre a necessidade de o Flamengo realocar as partidas citadas anteriormente. O Estádio Jornalista Mário Filho será sede da finalíssima da Copa América, em julho, e a Conmebol já solicitou um tratamento adequado ao gramado do local.

Sendo assim, embora tenha descartado Raulino de Oliveira, o Flamengo deve trocar o local dos próximos jogos como mandantes. Por enquanto, no entanto, não se sabe onde o Rubro-Negro atuará. O Mais Querido, porém, volta a campo contra o Coritiba, no Couto Pereira, atuando como visitante. O duelo é válido pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. O segundo e decisivo embate será em 16 de junho, marcado por enquanto para o Maracanã. Ambos os confrontos serão às 21h30 (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Como são jogos sem público, o Flamengo pode escolher um estádio com pouca estrutura, bastando verificar qual possui as condições mínimas necessárias de transmissão, iluminação e campo. Acho que estádios como os da Portuguesa e do Macaé podem bem servir se estiverem com as condições de campo boas.