Flamengo encara Atlético-MG com sete mudanças em relação ao time do primeiro turno; veja

Por: Ana Beatriz Zayat

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo recebe o Atlético-MG neste sábado (30) com sete mudanças em relação ao time do mesmo confronto no primeiro turno. A alteração mais evidente certamente é a do comando técnico: saiu Rogério Ceni, atualmente no São Paulo, e entrou Renato Gaúcho. Na sequência, temos três variações no sistema defensivo e a mesma quantidade para o ofensivo.

Recheado de desfalques à época, Rogério Ceni montou a dupla de zaga com Rodrigo Caio e Bruno Viana na proteção de Diego Alves. Renato Gaúcho, por sua vez, manterá o camisa 1 e o Xerife entre os titulares, mas ainda há dúvida entre Gustavo Henrique e Léo Pereira para compor o setor. Outra diferença defensiva entre os times do primeiro e segundo turno é na lateral esquerda. Filipe Luís, com lesão na panturrilha, provavelmente abrirá caminho para Ramon. Renê, contudo, é outra peça à disposição.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O meio de campo rubro-negro na derrota por 2 a 1, no Mineirão, pelo primeiro turno, era composto por: João Gomes, W. Arão e Arrascaeta. Desse trio, apenas o camisa 5 estará presente no Maracanã nesta noite de sábado (30). O uruguaio ainda passa pelo processo de recuperação da lesão muscular na coxa, sentida durante os compromissos com a Seleção – no início deste mês de outubro, dia 07.

Cabe pontuar, ainda, que Portaluppi também conta com opções que Ceni sequer tinha no elenco. Como é o caso de Andreas Pereira, emprestado pelo Manchester United. O belga deve ser o titular neste sábado (30) ao lado Willian Arão e Thiago Maia.

No ataque, Rogério Ceni foi a campo com Michael, Pedro e Bruno Henrique. Portaluppi formará o setor com o camisa 27 ao lado de Gabigol e Everton Ribeiro – que não estavam à disposição do ex-treinador no confronto do primeiro turno entre os times.

Com tais alterações, o Flamengo abre o Maracanã para receber a Maior do Mundo e, juntos, complicarem o caminho do Atlético-MG – líder momentâneo do torneio. O confronto acontece às 19h (horário de Brasília). Para criar possibilidade de retomar à vice-liderança, o Mais Querido precisa vencer seu compromisso e contar com tropeços de Palmeiras, Bragantino e Fortaleza.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Justamente isto que o Marcos Barreto comentou. Se o Vinicius Junior fosse ainda do Flamengo, o hepaTITE teria convocado, por exigência do LAMAr. Deu para entender!?

  • Flamengo vive esse momento devido às incompetências de seu treinador e PRINCIPALMENTE de sua Diretoria. Treinador escala 3 volantes, está fora do perfil do Flamengo. Diretoria contratou só bola fora, único q salva é Andreas

  • O flamengo começou a procurar novo técnico por favor nada de nomes que foram auxiliar de José Mourinho opões se auxiliar técnico fosse bom estaria dirigindo Club grande e não desempregado e se for para pagar por técnico pra Packard no RJ trate contratar no Brasil porém, o profissional tem que trazer seus homens de confiança como preparador físico pois o que está no Flamengo não tem condições. Urgente

  • SRN,. Até agora não entendi o motivo pelo qual o nosso digníssimo técnico da seleção brasileira , não convocou nenhum jogador do mais querido , seria teoria da conspiração, só queria ferrar com a vida do flamengo no Brasileirão , agora que conseguiu , não chama mais, sou um cara que acredito em Deus e no ser humano, mais sinceramente , começo a acreditar , que aquelas convocações tinha um propósito , desestabilizar o mengao, começo a acreditar nessa possibilidade, tudo parte de um esquema , para neutralizar o Flamengo.