‘Esquecido’ em livro sobre conquistas do Flamengo, ex-vice de finanças avisa: “Aguardo correção”

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Flamengo lançou o livro “2019, o ano eterno”, que faz homenagem à temporada incrível do clube carioca, que conquistou a tríplice coroa: Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro e Libertadores da América. Porém, a edição gerou polêmica por “esquecer” alguns dirigentes, como é o caso de Wallim Vasconcellos, ex-vice presidente de finanças do Fla. Ele, inclusive, se pronunciou sobre o ocorrido.

 

No caso de Wallim, o seu nome sequer aparece nos créditos do livro. No entanto, durante a temporada de 2019, o ex-dirigente participou de toda a gestão. Ele pediu desligamento do clube carioca somente em fevereiro de 2020. O substituto, Rodrigo Tostes, aparece na edição. Por isso, o ex-vice de finanças afirmou que espera a correção.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Quando o livro foi lançado, manifestei ao Presidente Landim minha tristeza e indignação por esse “erro” em um produto oficial do clube. Falei o mesmo para o vice-presidente Rodrigo Dunshee. Continuo aguardando a correção para que se faça justiça aos fatos“, escreveu o ex-dirigente, em seu perfil pessoal na rede social do Twitter.

Em meio à polêmica, o Flamengo volta a campo nesta quinta-feira (17), contra o Independiente Del Valle, do Equador, na tentativa de conquistar pela terceira vez o título da Libertadores da América. O duelo será disputado no estádio Casa Blanca, às 21h (horário de Brasília). O confronto vale a disputa pela liderança do grupo A. Isso porque, as equipes estão com seis pontos cada, empatadas no topo da chave.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • DEUS fez todo o universo e não tem uma plaquinha escrita “FEITO POR DEUS”, e o cara está fazendo questão que seu nome apareça no livro do clube.
    Realmente o ser humano é uma das piores espécies criadas.
    Siga sua vida, cara. Você nem no Flamengo está.
    Você não tem que cobrar nada, pois deve ter sido remunerado pela função que exerceu.
    Daqui a pouco até o trabalhador da Comlurb irá reivindicar seu nome no livro, por fazer coletas de resíduo no Flamengo.
    É muita babaquice neste mundo.
    Não é a toa que está querendo povoar Marte, pois no planeta Terra não da mais.

  • Olha o tamanho do ego do cara. Deixa ele esperando sentado.